mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Confrontos na Colômbia deixam feridos; presidente envia reforços

Grupos de civis armados dispararam contra manifestantes que integram um movimento indígena.

Confrontos motivados pela greve geral na Colômbia deixaram oito feridos em Cali neste domingo (9). Grupos de civis armados dispararam contra manifestantes que integram um movimento indígena, que protestava contra o governo do presidente Iván Duque.

A imprensa local informa que todos os feridos são indígenas e que, dentre os oito feridos, três estão em estado grave.

Bloqueios provocam escassez de produtos e suprimentos na região, o que aumentou a tensão na terceira maior cidade da Colômbia, com 2,2 milhões de habitantes.

Movimento indígena durante manifestação em Cali, Colômbia — Foto: Luis Carlos Ayala / AFP Photo Movimento indígena durante manifestação em Cali, Colômbia — Foto: Luis Carlos Ayala / AFP Photo 

Presidente enviará reforços

O presidente Iván Duque autorizou o envio de reforços para a Força Pública “para garantir a ordem pública na cidade e proporcionar tranquilidade à população”. E ordenou o deslocamento da equipe liderada pelos ministros da Defesa, Diego Molano, e do Interior, Daniel Palacios.

Duque também decretou medidas de restrições à mobilidade de circulação e lei seca na região.

Iván Duque, presidente da Colômbia — Foto: UNTV via AP Iván Duque, presidente da Colômbia — Foto: UNTV via AP 

O Exército Nacional garantiu que possui 2.100 homens destacados e mais 10 mil homens da Polícia Nacional para garantir o restabelecimento da segurança na região.

Mortes e violência

Em seis dias de protesto, morreram pelo menos 18 civis e um policial em protestos na Colômbia. A Organização das Nações Unidas (ONU) condenou, na terça-feira (4), o "uso excessivo da força" no país e um ministro renunciou. Nas redes sociais há vídeos e imagens de ações violentas da polícia colombiana.

A crise de violência começou em 28 de abril, quando houve um primeiro protesto contra uma reforma tributária do governo.

O plano tinha sido apresentado pelo governo ao Congresso no dia 15 de abril, como uma medida para financiar os gastos públicos.

O projeto recebeu críticas da oposição política e também de aliados do presidente Iván Duque. O descontentamento logo se espalhou entre a população.

Os protestos se intensificaram após os confrontos com as forças de segurança pública — Foto: Getty Images/BBC Os protestos se intensificaram após os confrontos com as forças de segurança pública — Foto: Getty Images/BBC 
Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail