Elefante pisoteia domador até a morte em parque na África

Usado em passeios turísticos, animal foi sacrificado em seguida

Um elefante usado para entreter turistas durante excursões pisoteou o seu treinador até a morte, na cidade de Victoria Falls, no Zimbábue ocidental, informou nesta terça-feira a associação local de operadores de turismo.

"Podemos confirmar este triste incidente, o terceiro deste tipo nos últimos 10 anos. Ser treinador de elefantes é uma profissão de alto risco. Elefantes, como alguns seres humanos, são rancorosos e podem atacar depois de certos acontecimentos", disse à AFP o presidente da associação local de operadores de safari, Clement Mukwasi, sem entrar em detalhes.

O elefante Mbanjie (direita) foi sacrificado depois da morte do domador (Crédito: Reprodução)
O elefante Mbanjie (direita) foi sacrificado depois da morte do domador (Crédito: Reprodução)

Enock Kufandada, de 50 anos, estava cuidando de vários elefantes, no último sábado, quando um dos animais se voltou contra ele, pisoteando-o. Segundo uma testemunha disse ao jornal local "Zimbabue Newsday", ninguém viu o ataque, mas foi possível ouvir o grito do treinador seguido pelo barulho das pisadas do elefante.

"Eu ouvi o treinador gritando e implorando por ajuda, mas foi só por alguns segundos. Depois saí correndo para ver como ele estava, quando vi os elefantes andando na estrada e identifiquei Mbanje (o elefante) seguindo atrás, coberto de sangue. Fiquei gelado porque sabia o que iria testemunhar. As partes do corpo de Enock estavam todas espalhadas", disse.

De acordo com o jornal local "Chronicle", o filho do domador foi até o local do incidente no domingo e ajudou a pegar algumas partes do corpo do pai.

Depois do trágico episódio, o elefante Mbanje, cujo nome significa maconha no idioma local, foi sacrificado pelas autoridades. Ele era adestrado para fazer excursões com pessoas montadas nele pelo parque Victoria Falls.

"É um triste lembrete de que os elefantes são animais selvagens que não deve ser montados", denunciou a organização World Animal Protetion num comunicado em que pede a interrupção desse tipo de atração.

Há dois anos, um vendedor de souvenirs foi morto depois de ser pisoteado por um elefante selvagem em Victoria Falls.

Fonte: Com informações do O Globo
logomarca do portal meionorte..com