mais

Elizabeth Warren desiste de concorrer à presidência dos EUA

Em entrevista coletiva, a senadora disse que ainda não vai anunciar quem irá apoiar na campanha pela indicação do Partido Democrata.

A senadora norte-americana Elizabeth Warren desistiu, nesta quinta-feira (5), de concorrer à presidência dos EUA. A pré-candidata ocupava o terceiro lugar nas pesquisas de intenção de votos pela nomeação para o Partido Democrata e deixa a corrida um dia após a saída de Michael Bloomberg.

Em entrevista coletiva, a senadora disse que ainda não vai anunciar quem irá apoiar na campanha pela indicação do Partido Democrata.

Warren era uma professora de direito especializada em falência. Ela tinha a reputação de alguém que tinha o setor financeiro como alvo, mesmo antes de entrar na política.

CRÉDITO: Michael Wyke_AP_ShutterstockCRÉDITO: Michael Wyke_AP_Shutterstock

Ela esperava ir bem na Superterça, depois de ter um desempenho fraco nas primeiras rodadas de prévias estaduais. Não foi o caso: ela ficou longe dos dois primeiros colocados, Joe Biden e Bernie Sanders. Até mesmo no seu estado, Massachusetts, ela terminou em terceiro.

Ela era a última mulher no primeiro pelotão de candidatos à nomeação do Partido Democrata. Há cerca de seis meses, ela estava em um momento de ascensão e chegou a liderar algumas pesquisas.

Sua campanha foi centrada na ideia de combater a influência de dinheiro na política. Ela argumentou que em todos os temas importantes, como mudança climática, assistência de saúde, controle de armas, os lobistas conseguiram ter algum tipo de ingerência.

Na quarta (4), o bilionário Michael Bloomberg desistiu de concorrer pela nomeação da candidatura presidencial do Partido Democrata. Ele gastou US$ 500 milhões na sua campanha. Bloomberg anunciou apoio a Joe Biden, ex-vice-presidente do país, contra o senador Bernie Sanders.

Após Warren comunicar sua desistência, Biden tuitou elogios à senadora. "Senadora @EWarren é a mais feroz das lutadoras pelas famílias de classe média. Seu trabalho em Washington, Massachusetts, e na campanha fez uma diferença real na vida das pessoas. Precisávamos da voz dela nesta corrida e do trabalho contínuo dela no Senado", escreveu.

O ex-vice-presidente ainda fez uma menção ao cachorro de Warren, o golden retriever Bailey, que a acompanhou em alguns compromissos de campanha e atraiu atenção por sua simpatia na interação com eleitores: "E a Bailey: Champ e Major adorariam receber você a qualquer hora", escreveu, mencionando seus próprios cães.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail