Furacão Irma é o mais poderoso já registrado no Oceano Atlântico

A tempestade tem ventos de 297 quilômetros por hora

O Furacão Irma é o maior já registrado na história do Oceano Atlântico, de acordo com o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos. Elevada para categoria 5, a máxima da escala, a tempestade tem ventos de 297 quilômetros por hora ao se aproximar das Antilhas, no nordeste do Caribe.

Para especialistas, a força do Irma é resultado da incomum subida de temperatura de parte do Atlântico. De acordo com o meteorologista Jared McWilliams, da companhia americana World Weather, o Irma tem potencial de causar sérios danos em Cuba, na Flórida e nas Bahamas. “É necessário observar de perto a situação”, afirmou.

A trajetória de Irma ainda é incerta, mas, segundo várias projeções, passará pelo Haiti, pela República Dominicana e por Cuba, e deve chegar ao estado americano da Flórida no sábado. Alertas e advertências de furacão estavam em vigor em partes das Ilhas de Sotavento, nas Ilhas Virgens Britânicas e Americanas.

A Flórida e o território americano de Porto Rico declararam estado de emergência. As autoridades porto-riquenhas ativaram a Guarda Nacional e prepararam 456 abrigos de emergência para acolher até 62.100 pessoas.

Americana carrega carro com água e suprimentos
Americana carrega carro com água e suprimentos


EVACUAÇÃO

Autoridades de Key West, na Flórida, e das ilhas turísticas de São Bartolomeu e São Martinho emitiram ordens de evacuação nesta terça-feira. A previsão é que os destinos populares de férias serão especialmente atingidos. O ministro da Defesa holandês disse que soldados chegaram na parte holandesa de São Martinho na segunda-feira e dois navios, incluindo um equipado com um helicóptero, estavam preparados para ajudar.

Os turistas em Key West devem começar a sair da ilha ao nascer do sol de quarta-feira, e uma ordem para os residentes em breve será emitida. “Estamos enfaticamente dizendo às pessoas que elas devem abandonar o local, não podem se dar ao luxo de permanecer em uma ilha com um furacão de categoria 5 vindo em sua direção”, disse o diretor do centro de operações de emergência do condado de Monroe, Martin Senterfitt.

Na ilha, longas filas de pessoas que correram para obter baterias, água engarrafada, mantimentos e combustível lotavam as ruas, enquanto muitos cortavam árvores ao redor de suas casas e procuravam amarrar objetos e selar suas janelas. Em um supermercado lotado em Miami Beach já era difícil encontrar alguns itens básicos, como água. Prateleiras inteiras ficaram vazias.

Loja de ferragens ficam sem estoque  (Crédito: Reuters)
Loja de ferragens ficam sem estoque (Crédito: Reuters)


Irma pode atrapalhar viagens para Caribe e EUA

O furacão Irma, que chegou ao Caribe nesta quarta-feira (6), pode atrapalhar os planos de brasileiros com viagens marcadas para os Estados Unidos e ilhas caribenhas. A tempestade, que é considerada uma da mais fortes no Atlântico em um século, pode atingir o estado americano da Flórida no sábado (9).

Embora ainda não tenha cancelado ou reprogramado voos, a Latam oferece a alteração da data da viagem sem multa ou diferença tarifária para que passageiros com destino a Punta Cana (República Dominicana), Havana (Cuba), Miami e Orlando entre os dias 5 e 11 de setembro.

A oferta vale para até 15 dias depois da data original da viagem. Também é possível alterar a rota do voo sem a incidência de multa, mas com diferenças de tarifas. O reembolso dos bilhetes, segundo a Tam, só será feito de acordo com as regras vigentes no momento da compra.

A Azul afirma que a companhia monitora a intensidade e o deslocamento do Irma. Os clientes com viagem marcada para Orlando ou Fort Lauderdale entre sexta (8) e domingo (10) podem remarcar suas passagens sem custo, segundo a companhia.

A American Airlines afirmou que, neste momento, os voos saindo do Brasil para a Flórida e que tenham aeroportos brasileiros como destino final estão mantidos, mas pede que os clientes acompanhem os comunicados no site da companhia.

A British Airways cancelou alguns voos para Caribe, principalmente para o aeroporto de Antígua, que teve parte as operações suspensas. Os passageiros foram orientados a fazer uma nova reserva com as companhias parceiras Caribbean Airlines ou com a American Airlines, segundo o site do jornal britânico "Express".

A companhia que opera os Cruzeiros Disney anunciou cancelamentos e alterações de roteiros - inclusive antecipação de retorno - em caso de viagens que já tenham começado.

O cruzeiro Disney Fantasy, com saída prevista para o dia 9, e o Disney Dream, que zarparia nos dias 8 e 11 de setembro, foram cancelados. Segundo a Disney Cruises, os passageiros serão automaticamente reembolsados e poderão agendar uma nova viagem com 25% de desconto até o dia 18 de outubro.

"Nada é mais importante para nós do que proporcionar uma experiência segura para nossos hóspedes e tripulantes. Continuaremos monitorando de perto o furacão Irma e divulgaremos novas informações se necessário", afirma a companhia.


Homens protegem janelas com placas  (Crédito: Reuters)
Homens protegem janelas com placas (Crédito: Reuters)



Pessoas compras materiais em uma loja de ferragens (Crédito: Reuters)
Pessoas compras materiais em uma loja de ferragens (Crédito: Reuters)




Homens protegem janelas com placas para a chegada do Furacão Irma, (Crédito: Reuters)
Homens protegem janelas com placas para a chegada do Furacão Irma (Crédito: Reuters)


Membros da defesa civil preparam os equipamentos  (Crédito: Reuters)
Membros da defesa civil preparam os equipamentos (Crédito: Reuters)



Fonte: Veja
logomarca do portal meionorte..com