Mais de cem presos fugiram nas Ilhas Virgens durante furacão Irma

Ministro fala 'ameaça de colapso da lei e da ordem'

Mais de cem presos escaparam durante a passagem do furacão Irma pelas Ilhas Virgens Britânicas, no Caribe, informou, nesta terça-feira (12), o ministro das Relações Exteriores Sir Alan Duncan. Segundo ele, há uma "séria ameaça de colapso total da lei e da ordem" na ilha e que soldados da Marinha foram enviados na sexta-feira para "proteger o governador".

"Nós mantivemos e mantemos a lei e a ordem nas Ilhas Virgens Britânicas, que em certo ponto poderiam ameaçar dramaticamente a situação desafortunada das pessoas atingidas pelo furacão", disse Duncan durante pronunciamento no parlamento britânico.

Imagem aérea mostra devastação em Tortola, nas Ilhas Virgens Britânicas, após furacão Irma (Crédito: Reuters)
Imagem aérea mostra devastação em Tortola, nas Ilhas Virgens Britânicas, após furacão Irma (Crédito: Reuters)

O chanceler do Reino Unido, Boris Johnson, está com viagem marcada para o Caribe em meio as críticas que a resposta do Reino Unido aos danos causados pelo furacão foi "devagar demais".

O Irma causou grande devastação em muitas ilhas do Caribe e deixou quase 40 mortos na sua passagem pela área: 10 na parte francesa e quatro na área holandesa de Saint Martin, quatro nas Ilhas Virgens americanas, seis nas Ilhas Virgens britânicas e no arquipélago de Anguilla, dois em Porto Rico e um em Barbuda.

Fonte: Com informações do O Globo
logomarca do portal meionorte..com