Mulher é mantida acorrentada por dois meses por serial killer

Fato ocorreu em Carolina do Sul, EUA

Um misterioso desaparecimento na cidade de Anderson, Carolina do Sul, nos Estados Unidos, deixou o país chocado no ano passado. O sumiço dos namorados Kala Brown, de 30 anos, e Charlie Carver, de 32 anos, envolveu um serial killer que cometeu crimes repugnantes, como sequestro, acorrentamento, estupro e assassinato em massa.


Antes de descobrirem que a mulher fora sequestrada por um serial killer , sendo vítima de estupro e mantida em cativeiro por meses, a polícia estava sem pistas do paradeiro do casal e não sabia mais o que fazer para tentar solucionar o caso.  

Mas, tudo mudou quando investigadores escutaram os gritos de uma mulher, aparentemente vindo de dentro de um contêiner de metal, e invadiram o local para descobrir o que estava acontecendo.  Então, a polícia escontrou Brown, que, acorrentada pelo pescoço, revelou ser feita de escrava sexual. 

A partir da libertação da mulher, outros detalhes sobre o caso foram descobertos. Ela revelou, por exemplo, que o assassino  que a mantivera sequestrada teria matado seu namorado, Carver, com três tiros no peito. Além disso, o corpo do homem estaria enterrado nas imediações da localização do contêiner, junto com outras pessoas vitimadas pelo assassino em série. 

Posteriormente, a polícia encontrou os três corpos apontados pela mulher, incluindo o de seu namorado.

Fonte: iG