A agência espacial norte-americana, Nasa deve lançar mais dois mini-helicópteros para Marte numa missão que pretende retornar amostras científicas do solo marciano à Terra.

Em 2021, o mini-helicóptero Ingenuity fez o histórico primeiro voo motorizado e controlado no planeta vermelho, como parte de uma estratégia da agência apenas para avaliar as condições de voo no planeta.

Nasa enviará dois helicópteros em missão para Marte (Foto: Divulgação/NASA/JPL-Caltech)Nasa enviará dois helicópteros em missão para Marte (Foto: Divulgação/NASA/JPL-Caltech)Desde então, o Ingenuity fez cerca de 30 voos experimentais. Agora, a Nasa e a ESA, a agência espacial europeia, planejam construir e lançar no final desta década dois equipamentos semelhantes que irão transportar ao nosso planeta amostras de rochas e solo de Marte.

Se tudo correr como planejado, até 30 amostras seriam coletadas em 2031 e chegariam à Terra em 2033.

O programa Mars Sample Return (Programa de Retorno de Amostras de Marte, em tradução livre) está na fase final do seu projeto de design, depois de uma revisão da estratégia inicial de lançamento.

Antes, a NASA tinha a intenção de levar um novo robô para Marte que seria construído pela ESA e que transportaria os materiais científicos coletados pelo Perseverance (robô lançado junto com o Ingenuity e que busca vestígios de vida no planeta) até um foguete fabricado pelos americanos.

Nasa pretende trazer amostras do solo do planeta vermelho (Foto: NASA via Getty Images)Nasa pretende trazer amostras do solo do planeta vermelho (Foto: NASA via Getty Images)Agora, a missão pretende fazer com que o Perseverance se desloque por conta própria até o módulo de pouso onde estará estacionado esse foguete.

Contudo, se o robô falhar nessa tarefa, é aí que os novos helicópteros entram em cena: os dois equipamentos que estão sendo construídos carregariam as amostras do Perseverance.

Segundo informou à Associated Press o diretor do programa da Nasa, Jeff Gramling, cada helicóptero está sendo projetado para transportar um tubo de amostra do robô por vez, fazendo várias viagens de ida e volta.

“Temos confiança de que podemos contar com o Perseverance para trazer as amostras de volta e adicionamos os helicópteros como uma espécie de plano B”, disse Gramling.

A agências esperam que essa nova estratégia reduza a complexidade de futuras missões a Marte e aumente a probabilidade de sucesso do programa espacial.

“Existem algumas mudanças significativas e vantajosas no plano, que podem ser atribuídas diretamente aos sucessos recentes do Perseverance em Jezero [uma cratera do planeta que já foi um lago há bilhões de anos] e ao incrível desempenho do nosso helicóptero em Marte", disse Thomas Zurbuchen, diretor de missões científicas da Nasa.

Fonte: G1