Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Papa Francisco elege oito cardeais para estudar revisão da Cúria Romana

Reforma no organismo central de administração da Igreja foi um dos temas da eleição papal

Compartilhe

O papa Francisco elegeu um grupo de oito cardeais, dos cinco continentes, para o aconselharem no governo da Igreja e para que estudem um projeto de revisão da Cúria Romana. Um comunicado do escritório de imprensa do Vaticano detalhou que a iniciativa do papa argentino surgiu depois das sugestões manifestadas durante as Congregações gerais que antecederam o recente Conclave para a escolha do novo papa.

O papa Jorge Bergoglio foi eleito exatamente há um mês, principalmente com o objetivo de reformar as estruturas da Igreja, desacreditadas por uma série de escândalos de corrupção e intrigas, inclusive sexo, conhecidos por Vatileaks. Com esta importante decisão, o Papa sul-americano, que até agora não havia se pronunciado publicamente sobre o tema, passa à ação, tal como exigiram os quase 90 cardeais dos 115 que o elegeram como pontífice em 13 de março passado.

O conselho de cardeais foi constituído "para aconselhá-lo no governo da Igreja universal e para estudar um projeto de revisão da Constituição Apostólica Pastor Bonus", promulgada por João Paulo II, em 1988 e que regula a composição e competências dos diferentes dicastérios e organismos que formam a Cúria Romana, organismo central administrativo da Igreja Católica.

O grupo será formado por cardeais representantes dos cinco continentes começando pelo governador do Estado da Cidade do Vaticano, o cardeal italiano Giuseppe Bertello. Também compõem o conselho o arcebispo emérito de Santiago do Chile, o cardeal Francisco Javier Errázuriz Ossa; o arcebispo de Mumbai, Oswald Gracias, o arcebispo de Munique, Reinhard Marx e o arcebispo de Kinshasa, Laurent Monsengwo Pasinya.

A lista se completa com o arcebispo de Boston, Sean Patrick O"Malley, um dos cardeais mais comprometidos com a luta contra os padres pedófilos, assim como o arcebispo de Sydney, George Pell. O arcebispo de Tegucigalpa, Oscar Andrés Rodríguez Maradiaga, será o coordenador e o bispo de Albano, Marcello Semeraro, será o secretário do grupo.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar