Policiais fazem vaquinha para jovem que andava 11 km até o trabalho

Oficial ficou comovido com história de jovem de 19 anos

Um jovem de 19 anos que caminhava 11 quilômetros para chegar ao trabalho teve uma surpresa comovente: policiais fizeram uma vaquinha e compraram uma bicicleta para que pudesse se locomover mais confortavelmente em cidade da Califórnia, nos Estados Unidos.


O empenho de Jourdan Duncan para ir trabalhar comoveu os policiais : toda manhã, ele precisava sair da casa de seus pais em Vallejo até o local da empresa, em Benecia, o que equivale a uma caminhada de mais de dez quilômetros. Segundo a rede de TV “Fox News”, o jovem demorava cerca de duas horas para atravessar o caminho (só de ida).

No último mês de setembro, Duncan acabou chamando a atenção de um oficial da polícia de Benecia, que o encontrou andando em uma estrada industrial. “Isso foi algo estranho de ver, alguém caminhando naquela estrada a pé”, afirmou o policial Kirk Keffer ao jornal “The Washington Post”. Em meio ao choque, Keffer decidiu parar e oferecer carona ao jovem, conhecendo, assim, sua história ao longo do caminho.

Jourdan Duncan havia acabado de se graduar no ensino médio e conseguira um emprego na rede de laboratórios “Pro-Form”, onde fazia o empacotamento de produtos das 15h às 24h. Ele afirmou que estava juntando dinheiro para que pudesse pagar sua faculdade e conseguir pagar o conserto de seu carro, que havia parado de funcionar. Por isso, decidido a conquistar as duas metas, e não querendo incomodar colegas do trabalho, amigos ou familiares, resolveu ir à empresa com as próprias pernas.

Inspirado pela boa vontade e esforço do jovem, Keffer chegou ao departamento de polícia do qual faz parte e pediu apoio à Associação dos Policiais de Benicia para que, juntos, surpreendessem o empacotador. A quantia arrecadada foi suficiente para que comprassem uma bicicleta. 

“Nós gostaríamos de reconhecer seu trabalho duro e dedicação por aquilo que faz, e dar seu exemplo a outras crianças e jovens da sua idade”, disseram os doadores. “Esperamos que isso faça sua viagem mais fácil”.

Como se não fosse o suficiente, os oficiais não quiseram parar por aí: decidiram divulgar uma campanha e, numa vaquinha de quatro meses, reuniram US$ 42 mil. “A comunidade simplesmente criou um amor por ele. Isso era algo de que nosso povo precisava, algo positivo nesse período difícil”, defendeu Keffer.

Com esse dinheiro, Duncan pode comprar um Passat, da Volkswagen, usado por US$ 2,9 mil e colocou o restante no banco. Ele também iniciou aulas na faculdade comunitária de Solano, então pode seguir seus sonhos. “Estou muito orgulhoso dele. Poderia ter decidido seguir tantos caminhos diferentes com esse dinheiro. Mas ele pegou e investiu em um futuro brilhante. Espero que possa continuar seguindo por aí”, finalizou Keffer, o porta-voz dos policiais solidários. 

Fonte: iG
logomarca do portal meionorte..com