Referendo em Catalunha deixa mais de 700 pessoas feridas

Três das vítimas se encontram em estado mais grave

O referendo pela independência da região autônoma da Catalunha foi encerrado na tarde deste domingo (1º) em meio a forte repressão policial, mais de 700  pessoas feridas e queixas na justiça. A votação foi convocada por separatistas e considerada ilegal pelo governo espanhol.

O número de vítimas atendidas por serviços médicos em decorrência da ação policial para reprimir a votação chegou a 761, de acordo com governo regional da Catalunha.

Três das vítimas estavam em estado mais grave, segundo os serviços de emergência. Nove pessoas foram hospitalizadas. Houve contusões, desmaios e ataques de pânico.

A Polícia Nacional e a Guarda Civil, duas corporações que enviaram um reforço de mais de dez mil homens para a Catalunha, invadiram várias escolas em toda região para apreender urnas e cédulas, na tentativa de impedir a consulta proibida pela Justiça espanhola.



Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com