Três tempestades tropicais no Atlântico ameaçam o Caribe e os EUA

O furacão Jose se encontra entre Bermudas e a costa americana

 Ainda contabilizando os prejuízos provocados pelo furacão Irma, países caribenhos e estados do Sudeste americano enfrentam novas ameaças climáticas. Três grandes tempestades se formaram no Atlântico, sendo que uma delas, batizada como Jose, já é classificada como furacão, com ventos de 130 km/h. A tempestade tropical Maria se formou no sábado, deve ganhar força e se tornar um furacão ainda neste domingo; enquanto o Lee deve perder força e se dissipar nos próximos dias.

“Os ventos aumentaram para 100 km/h com rajadas mais fortes. O fortalecimento adicional é previsto durante as próximas 48 horas e Maria provavelmente se tornará um furacão ainda hoje”, informou o Centro Nacional de Furacão dos EUA (NHC, na sigla em inglês), neste domingo.

O furacão Jose se encontra entre Bermudas e a costa americana, a 680 quilômetros de Cabo Hatteras, na Carolina do Norte. As previsões indicam que ele deve se mover pelo mar, mas “ondas e correntes perigosas são esperadas para a costa leste dos EUA”. Segundo o NHC, os estados ao norte da Carolina do Norte devem monitorar o progresso da tormenta.


“Apesar de a previsão atual do Jose estar fora da costa americana da Virgínia até a Nova Inglaterra, o grande ciclone pode provocar impactos diretos a essas áreas e qualquer desvio para a esquerda pode aumentar a probabilidade e a magnitude desses impactos”, alertou o NHC.

O Maria se encontra a 650 quilômetros das Pequenas Antilhas, com ventos de 100 km/h, se movendo rapidamente em direção ao Caribe. O NHC emitiu alerta de furacão para Antígua, Barbuda, São Cristóvão e Nevis, Montserrat, Guadalupe, Saba, Santo Eustáquio, São Martinho, Dominca e Anguilla.

“Maria deve se fortalecer e afetar partes das Ilhas Leeward como um furacão, trazendo riscos de ventos, tempestades e precipitação”, alerta o NHC. “Maria também pode afetar as Ilhas Virgens Britânicas e Porto Rico até a metade da semana como um furacão importante e perigoso”.

Lee, o menos intenso do trio, se formou na manhã de sábado e segundo o último boletim do NHC, emitido na manhã deste domingo, a tormenta se encontra a 1.270 quilômetros a oeste das ilhas de Cabo Verde, com ventos de 65 km/h. A expectativa é que a tempestade tropical perca força e seja rebaixada para depressão tropical na terça-feira.

Do lado do Pacífico, outras duas tempestades tropicais, Norma e Otis, se movimentam em direção à costa mexicana, mas não devem atingir o continente.

Fonte: O Globo
logomarca do portal meionorte..com