Tufão Hato deixa 16 mortos e 250 feridos em cidade da China

Tufão é o pior que atingiu a região nos últimos 50 anos.

Ao menos 16 pessoas morreram e 250 ficaram feridas após a passagem do tufão Hato pela China, Macau e Hong Kong. O fenômeno climático, considerado o pior que atingiu a região nos últimos 50 anos, trouxe muita chuva e dezenas de relatos de inundações em várias cidades. De acordo com a agência chinesa “Xinhua”, havia ontem ao menos uma pessoa desaparecida.

Macau, o maior polo de jogos de azar do mundo e lar de cerca de 600 mil pessoas desde 1968, foi a região mais atingida, com registro de pelo menos nove mortes. Partes do exterior dos edifícios, inclusive de cassinos de bilhões de dólares, foram arrancadas pelos ventos trazidos pelo Hato.

“Estou chocada com o aviso tardio e o despreparo com que esta supertempestade foi tratada. Os moradores estão em risco e incapazes de avaliar se a ajuda está a caminho”, disse Ashley Sutherland-Winch, consultora de marketing em Macau.

Autoridades chinesas pediram para que os agentes públicos “façam os máximos esforços para enfrentar desastres geográficos como deslizamentos em áreas montanhosas”, para evitar mais vítimas.

Cidade destruída após tufão (Crédito: T.Siu/Reuters)
Cidade destruída após tufão (Crédito: T.Siu/Reuters)



Fonte: Metrojornal
logomarca do portal meionorte..com