Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

JB Carbon promete recorrer para retomar manejo florestal no Piauí

JB Carbon promete recorrer para retomar manejo florestal nos cerrados do Piauí. Confira!

JB Carbon promete recorrer para retomar manejo florestal no Piauí
JB Carbon promete recorrer para retomar manejo florestal no Piauí | Divulgação
Compartilhe

A 1? Vara de Justi?a Federal do Piau? suspendeu a autoriza??o de Manejo Florestal localizada entre os munic?pios de Bom Jesus e Reden??o do Gurgu?ia, no Sul do Estado. De acordo com a Justi?a Federal, o manejo florestal na regi?o deve ficar suspenso at? que seja realizado pr?vio Estudo de Impacto Ambiental e respectivo Relat?rio de Impacto Ambiental (EIA/RIMA), inclusive com realiza??o de audi?ncias p?blicas na regi?o do empreendimento e na capital do Estado do Piau?, com a participa??o da sociedade civil e do poder p?blico, inclusive do MPF.

O diretor executivo da JB Carbon Jo?o Batista Fernandes informou que a empresa vai recorrer da decis?o que ele considera destoante do que prev? as leis ambientais hoje. O executivo indicou que a reportagem procurasse o Ibama para informar sobre a exist?ncia ou n?o de um ?termo de refer?ncia? que direcionasse a realiza??o do EIA-RIMA.

?N?s nunca nos negamos a realiza??o do EIA-RIMA, tanto que solicitamos ao IBAMA um ?termo de refer?ncia? que ? necess?rio e direciona a realiza??o do EIA-RIMA e o Ibama nos informou que este n?o existe j? que para Plano de Manejo Florestal ? desnecess?rio a realiza??o de EIA-RIMA. Temos documentos que comprovam isso. E at? temos um EIA-RIMA da ?rea, quando t?nhamos a inten??o de praticar desmatamento e o IBAMA nos autorizou desmatar totalmente mais de 40 mil hectares. Depois por sugest?o de t?cnicos do pr?prio IBAMA nos convencemos de que o Manejo Florestal n?o causaria impacto ambiental e teria maior possibilidade de gera??o de emprego e inclus?o social sem agress?o ao meio ambiente?, disse Jo?o Batista.

De acordo com Moura F?, o decreto 5975/2006 isenta Plano de Manejo Florestal de autoriza??o atrav?s de EIA-RIMA. ?O Plano de Manejo Florestal causa o impacto infinitamente menor do que qualquer atividade de explora??o das riquezas naturais, e as normas do Ibama no Brasil todas est?o embasadas neste decreto?, disse Moura F?.

O diretor do Ibama informou ainda que as audi?ncias p?blicas podem ser feitas, mas geralmente s?o vinculadas a outros tipos de explora??o. No caso do manejo ? desnecess?ria esta consulta j? que trata-se de uma forma de extra??o das riquezas naturais com renova??o da mata pela rebrotagem tecnicamente assistida.

?Mesmo n?o sendo necess?rio, n?s realizamos audi?ncias p?blicas na regi?o e as C?maras Municipais de Vereadores publicaram parecer a favor do projeto. A Assembl?ia Legislativa do Piau? tamb?m esteve l? e constatou que trata-se de Manejo Florestal. Eu convido o Procurador da Rep?blica Tranvanvan Feitosa para conhecer o projeto, porque as informa?es que foram repassadas a ele s?o inver?dicas. Com uma visita in loco ele vai perceber que trata-se de um projeto totalmente dentro dos preceitos t?cnicos e da lei?, disse Jo?o Batista Fernandes.

O projeto que prev? mais de 30 mil hectares de preserva??o e outros 78 mil hectares para manejo, divididos em 13 lotes de 6 mil, nos quais cada lote ? manejado por ano, formando um ciclo de 13 anos de manejo e que garante a rebrotagem e a renova??o da mata, tem previs?o de 2.000 empregos diretos com carteira assinada. Mais de 750 pesssoas com sal?rio m?dio de R$ 750,00 na carteira j? foram demitidas depois da suspens?o do trabalho.

?A Ministra Marina Silva publicou decreto recente que estimula o manejo florestal em v?rias ?reas do Brasil. Pelo decreto o Governo Federal cede as ?reas p?blicas para as empresas interessadas e em troca as empresas geram emprego e renda nas regi?es. Aqui no Piau? a ?rea ? nossa, comprada atrav?s de investimento de mais de 10 milh?es de reais e estamos impedidos de trabalhar e gerar emprego. ? desestimulante para investidores trabalhar assim, mas j? que come?amos n?o vamos amargar tamanho preju?zo e lutaremos para trabalhar dignamente at? o fim?, afirmou o executivo.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar