Jovem envenena marido e mais 12 pessoas morrem por engano

Ela colcolou veneno no copo do marido que depois despejou em jarra

A paquistanesa Asiya Bibi, 20 anos, foi detida acusada de matar 13 pessoas com leite envenenado que ela havia preparado para matar o marido. Segundo o chefe da polícia local, Owais Ahmad a jovem confessou ter colocado veneno no copo achando que somente o marido beberia.

Asiya, que é vítima de um casamento forçado, não imaginava que seu marido fosse despejar o leite dentro de uma jarra de lassi, uma bebida popular do Sul da Ásia que é feita à base de iogurte. Cerca de 27 pessoas ingeriram a bebida e 13 morreram, um deles o marido da jovem e ainda uma criança de 7 anos. Quatorze sobreviventes foram hospitalizados.

O lassi estava envenenado (Crédito: NARINDER NANU / AFP)
O lassi estava envenenado (Crédito: NARINDER NANU / AFP)


A polícia prendeu além de Asiya, mais duas pessoas. "A polícia prendeu Asiya Bibi, um homem e sua tia, por cumplicidade, e os acusou de assassinato", contou o chefe de polícia que disse que o homem preso seria amante da jovem e a tia dela seria o cérebro do crime.

No Paquistão casamentos forçados são uma prática comuns, especialmente com menores de idade. Nas provincícas pobres e rurais do país muitas mulheres são vítimas de assassinato pela horna a cada ano.

Fonte: Extra
logomarca do portal meionorte..com