Jovem que teve o corpo queimado por recusar sexo aguarda leito

Jovem será transferida quando houver desocupação de leito.

A jovem Stéffani Aparecida Pereira Ribeiro, de 18 anos, que teve 80% do corpo queimado pelo companheiro após recusar-se a manter relações sexuais com ele, de acordo com a Polícia Civil, ainda aguarda a liberação de um leito em Porto Alegre para ser transferida. A vítima está em estado grave, porém estável. 

De acordo com o secretário de saúde do Rio Grande do Sul, João Gabbardo dos Reis, a transferência ocorrerá assim que houver leito disponível. "Até hoje [segunda-feira], não havia leito. Todos estão ocupados. Ela respira normalmente, sem ajuda de aparelhos. Quando liberar um leito ela será transferida. Os médicos vão definir qual o meio de transporte adequado, terrestre ou aéreo", disse. 

Ele informou que complicações provocadas por queimadura ocorrem posteriormente e que a atenção agora é para que os ferimentos não sofram infecção. "Hoje, ela precisa estar sob cuidados em uma UTI, onde a paciente já está."

 Stéffani Aparecida Pereira Ribeiro
Stéffani Aparecida Pereira Ribeiro




Fonte: Com informações do G1