Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Jovem sai de delegacia após prestar queixa e é assassinada pelo ex

Adrielli Eduarda Rodrigues da Cruz foi morta com quatro tiros e chegou a fotografar o autor dos disparos antes de ser baleada

Compartilhe
Google Whatsapp

Uma jovem de 22 anos foi assassinada com quatro tiros ao sair da delegacia da Polícia Civil após prestar queixa por estar sendo perseguida pelo ex-namorado, na tarde de quinta-feira, em São Manuel, interior de São Paulo. Adrielli Eduarda Rodrigues da Cruz ainda foi socorrida e levada para um hospital, mas não resistiu. Minutos antes de receber os tiros, a jovem fotografou o ex em uma motocicleta e enviou a foto para a família, como prova da perseguição. O suspeito do crime, Cristiano Gomes, está foragido.

Arquivo pessoal

De acordo com os familiares, Adrielli havia rompido o namoro em razão das agressões que sofria do rapaz. Inconformado, o ex passou a perseguir e ameaçar a jovem. Na tarde de quinta, ela foi à delegacia, denunciou as ameaças e entrou com pedido de medida protetiva.

Após sair da unidade policial, Adrielli se deparou com o ex-namorado de motocicleta, à sua espreita, na rua Francisco da Cruz Mellão, por onde ela deveria passar. Ela fotografou o rapaz e enviou a foto para a mãe, pelo aplicativo WhatsApp, dizendo: “Mas dessa vez… olha essa prova”. E acrescentou. “Ele vem pro meu lado. Já vou aí.”

Conforme a polícia, o suspeito atirou cinco vezes e fugiu na moto. Quatro tiros acertaram a jovem. Ela foi encaminhada para o Hospital das Clínicas de Botucatu, mas o estado se agravou e Adrielli morreu na mesma noite. O corpo será sepultado na manhã deste sábado, no distrito de Aparecida de São Manuel.


O crime chocou os moradores da cidade, onde a jovem trabalhava como operadora de caixa em um supermercado. Muitas pessoas manifestaram pesar na página de Adrielli em rede social, transformada em memorial.

A Polícia Civil informou que, ao registrar a ocorrência, a jovem não relatou ameaça iminente e o pedido de medida protetiva seria encaminhado à Justiça. O crime está sendo investigado e o suspeito é procurado pelos policiais.




 


Siga nosso canal no telegram
Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se