Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Jovem tenta ter "cabelo de unicórnio" e perde o couro cabeludo

Ela nunca mais terá cabelo natural nas áreas queimadas

Jovem tenta ter "cabelo de unicórnio" e perde o couro cabeludo
1 | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

Tudo o que Kirsty Weston queria era "acompanhar a moda" e ter "cabelo de unicórnio". A moradora de Watford (Inglaterra) então comprou, em fevereiro, um kit para realizar o tingimento em casa do cabelo escuro. Só que a inglesa de 29 anos passou a viver um drama: foram seis semanas em hospital, perda de parte do couro cabeludo e sérias queimaduras na cabeça.

Kirsty afirma ter aplicado o produto da forma como orientavam as instruções. Porém, pouco antes de lavar o cabelo descolorido, a mulher passou a sentir uma "queimação" na cabeça. Era o começo do pesadelo.

"Em 15 minutos, o meu cabelo estava literalmente liberando fumaça. A dor era tão forte que eu senti que ia desmaiar. Aconteceu de repente e foi ficando pior rapidamente", contou a inglesa, em reportagem publicada no "Daily Mail".

A inglesa lavou a cabeça imediatamente. "Mas o produto já estava no meu couro cabeludo", disse ela. No dia seguinte, o rosto de Kirsty começou a inchar. "Fui a uma emergência. Não conseguia abrir um dos olhos", comentou.

O médico que a atendeu prescreveu antibiótico para combater a reação alérgica. Mas não deu certo. As dores continuavam. Alguns dias depois, Kirsty voltou ao hospital. Foi quando os médicos viram que, além da reação alérgica, a paciente tinha severas queimaduras no couro cabeludo.

"Um cirurgião plástico veio me ver e, quando levantou o meu cabelo, a maior parte do meu couro cabeludo saiu com o cabelo", comentou ela.

No dia seguinte, Kirsty foi submetida a cirurgia em Londres (Inglaterra). A paciente foi transferida para centro médico em Chelmsford (Inglaterra), onde passou por mais cinco cirurgias - incluindo uma em que foi retirada pele de uma das suas coxas para substituir o couro cabeludo arrancado.

Kirsty nunca mais terá cabelo natural nas áreas queimadas. Há algumas possibilidades estéticas - incluindo implante capilar -, mas a inglesa não tem como financiar qualquer procedimento. Por enquanto, Kirsty conta apenas com uma peruca, doada por entidade assistencial.

Image title

Image title

Image title

Image title


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto