Juiz sobre pai assassinado no Bela Vista: "A dor é muito grande"

Severino Lima da Silva, de 77 anos, foi morto na porta de sua casa.

O juiz José Valterson Lima, filho de Severino Lima da Silva, de 77 anos, assassinado durante uma suposta tentativa de assalto na porta da sua residência no bairro Bela Vista I, na zona Sul de Teresina, falou com exclusividade a Rede Meio Norte sobre o triste episódio ocorrido na noite de segunda-feira (18) que resultou na morte do seu próprio pai.

“Depois de um dia de trabalho duro eu fui surpreendido com a notícia de que meu pai havia sido assassinado na porta de casa e ao lado da minha mãe. A gente assiste isso todo dia na televisão, mas quando acontece com a gente a dor é muito grande. Eu já mantive contato com o delegado geral da Polícia Civil do Piauí, mantive contato com algumas autoridades e há uma equipe de investigadores da Delegacia de Homicídios em campo, buscando desvendar esse crime. A gente tem que confiar. Eu exerço profissão ligada ao sistema de Justiça. A Justiça vai fazer o seu papel, os criminosos serão apreendidos e pagarão pelos delitos que cometeram”, contou José Walterson, que trabalha no Maranhão.

José Valterson Lima (Crédito: Rede Meio Norte)
José Valterson Lima (Crédito: Rede Meio Norte)

De acordo com o coordenador da Delegacia de Homicídios, Francisco Costa, o Baretta, o idoso foi morto por dois criminosos em uma motocicleta. A dupla realizou vários assaltos ontem, dia do crime. “Foram dois indivíduos em uma motocicleta. Um dos indivíduos desceu com arma em punho, quando o senhor percebeu que era um assalto e já levantando as mãos, pedindo que ele não fizesse nada. Ele simplesmente acionou o gatilho e acertou a vítima com tiro no peito. A vítima morreu no local", informou. 

Segundo o delegado, a polícia está trabalhando na identificação dos suspeitos. “A equipe já localizou, entrevistou e o delegado responsável pela zona Sul está tomando todas as providencias de pelo menos quatro vítimas que já foram identificadas, lesadas por esses indivíduos. Infelizmente quando eles foram fazer esse assalto ao seu Severino Lima da Silva , houve realmente roubo seguido de morte", acrescentou. 

Baretta fez um desabafo e criticou a repentina soltura de indivíduos envolvidos com roubo. “Minha preocupação é o roubo porque existe uma linha, porque há uma diferença entre o roubador e o roubador seguido de morte: há uma reação muita vezes involuntária até mesmo pela própria crueldade desses bandidos que, diga-se de passagem, são os mesmos que nós prendemos no dia a dia e que são soltos por possibilidade jurídica, ou ainda por má interpretação de quem está soltando, dizendo que esses indivíduos não representam risco a sociedade; outra coisa: se colocar tornozeleira em um roubador, traficante ou homicida, é uma política criminal cruel, colocando a sociedade em risco, alegando que não tem vagas em presídios, e então a sociedade é que sofre essas consequências?”, questionou. 

Delegado Francisco Costa, o Baretta (Crédito: Rede Meio Norte)
Delegado Francisco Costa, o Baretta (Crédito: Rede Meio Norte)

O delegado ainda se solidariezou com a morte do idoso e reforçou o intenso trabalho desenvolvido pela Delegacia de Homicídios. “A gente fica triste em receber um caso desse aqui. Nós queríamos era evitar, mas infelizmente a Polícia Civil possui a função constitucional de investigar, investigar quando o crime estiver consumado. Os criminosos nós prendemos e alguns até estão sendo soltos, mas o papel constitucional nós cumprimos. Um inquérito policial bem feito, seguindo toda a metodologia que manda o Código Penal Brasileiro”,disse. 

Severino Lima da Silva  (Crédito: Reprodução/Rede Meio Norte)
Severino Lima da Silva (Crédito: Reprodução/Rede Meio Norte)


Fonte: Portal Meio Norte
logomarca do portal meionorte..com