Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Justiça mandou despejar acusadora de Neymar

Justiça mandou despejar acusadora de Neymar um dia antes dela formalizar Boletim de Ocorrência contra o jogador

Compartilhe
Google Whatsapp

No último final de semana, o nome da mulher que acusou o jogador Neymar de estupro foi revelado, em rede nacional, pelo apresentador José Luiz Datena, da BAND, em meio a entrevista com o pai do acusado.

Trata-se de Najila Trindade Mendes de Souza (26 anos), até então ocultada pelo Boletim de Ocorrência da Polícia de São Paulo, informações do Blog do Paulinho.

Logo após, Neymar cometeu a bobagem de expor-se, e também à garota, publicando conversa íntima entre as partes.

Do conteúdo, extrai-se aparente intenção de “armação” da vítima sobre o jogador, mas é impossível dizer se o estupro, de fato, ocorreu ou não.

Certeza apenas é a de que Neymar, de maneira irresponsável, arrisca-se ainda a aventuras com desconhecidas, pagando as custas – sejam elas quais forem – de quem estiver a fim de conhecer qualidades ou defeitos que não carrega para as quatro linhas.

Sobre as críticas a Najila, mesmo se mal-intencionada, o que importa não é saber se tratava-se de uma “santa” – até porque do outro lado não havia inocente, mas sim se, na “hora h”, o relacionamento, que Neymar confirma ter existido, foi inteiramente, não apenas em parte, consensual ou se houve, em determinado momento, algum tipo de excesso.

Najila Trindade Mendes de Souza

Isso é caso de investigação criminal e, talvez, julgamento judicial.

No que está ao alcance do jornalismo, o Blog do Paulinho, se, de fato, Najila estivesse imbuída de aplicar um golpe em Neymar para tomar-lhe algum dinheiro, encontrou indícios que poderiam, talvez, estimulá-la a criar a operação.

Desde a última quinta-feira (30), a 6ª Vara Civil de Santo Amaro, em sentença assinada pelo juiz Luiz Raphael Nardy Lemcioni Valdez, condenou Najila, à revelia, a ser despejada do imóvel localizado à Rua Adolpho Pinheiro, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo, por conta de alugueis atrasados (desde agosto de 2018).

Um dia antes dela decidir registrar o Boletim de Ocorrência contra Neymar.

O valor da condenação foi de R$ 26.712,00, acrescidos de multa de três meses de aluguel, além de custas processuais.

A ação, promovida por Marcus Viniccius Picconi e Verena Regina Fiori Ferreira, foi distribuída em 19 de março de 2019, período em que, provavelmente, jogador e acusadora já mantinham contato.

Um mês antes, Najila foi acionada, também por falta de pagamento, pela Escola Panamericana de Artes, por conta de pendência no valor de R$ 4.160,77.

O processo segue em trâmite porque oficiais de justiça ainda não conseguiram citá-la.

Antes destas datas, a garota não possuía débitos registrados nos órgãos de proteção.

É bem provável, diante dos fatos expostos, que Najila tenha encontrado em Neymar não apenas o desejo de relacionar-se com alguém mundialmente famoso, mas também a possibilidade de, financeiramente, tirar algum proveito da aproximação, o que, por razões evidentes, não justificaria qualquer tipo de violência cometida pelo atleta.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×