Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Leitos de UTI para Covid-19 aumentam 304% em Teresina

Em abril, havia 25 leitos para pacientes com quadro grave da doença

Leitos de UTI para Covid-19 aumentam 304% em Teresina
Teresina tem 101 leitos de UTIs para pacientes com Covid-19 | div
Compartilhe

O número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) específicos para Covid-19 aumentou 304% nos últimos três meses na rede municipal de saúde de Teresina. Em abril, havia 25 leitos para pacientes com quadro grave da doença e no dia 7 de julho a quantidade subiu para 101. Desse total, 24 leitos foram disponibilizados esta semana pelo município no Hospital de Campanha anexo ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde ainda serão abertos mais 36.

Teresina tem  101 leitos de UTIs para pacientes com Covid-19 



“Desde a chegada dos primeiros casos de Covid-19 em Teresina, temos trabalhado para reestruturar e ampliar nossa rede de saúde. E agora, que estamos começando o processo de retomada das atividades econômicas, nosso esforço é para ampliar ainda mais o número de leitos de enfermaria e de UTI. Queremos ter uma margem de segurança ainda maior para garantir assistência aos pacientes nessa nova fase que a cidade está iniciando”, ressalta o prefeito Firmino Filho.


De acordo com o presidente da FMS, Manoel de Moura, a Prefeitura tem agora 48 novos leitos específicos para Covid-19 instalados no HUT, sete no Hospital do Monte Castelo, além de ter contratado junto à rede privada 12 leitos no Hospital São Paulo e dez no Hospital São Marcos. “Embora a criação de leitos de UTI seja de responsabilidade do Governo do Estado, a Prefeitura realizou esse investimento para garantir atendimento aos pacientes com quadro grave de Coovid-19", ressaltou.


O médico infectologista da FMS, Walfrido Salmito, alerta que a cidade ainda está vivendo um momento difícil da pandemia, com muitas pessoas infectadas desenvolvendo a forma grave da doença. “A Prefeitura tem feito a sua parte, melhorando a estrutura de saúde, mas é preciso que a população também colabore e cumpra as medidas de prevenção, reforce as medidas de isolamento, use máscaras. Só assim, será possível evitar que muitos não adoeçam simultaneamente e provoque um colapso no sistema de saúde”.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar