Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Libertação de reféns não gera otimismo na Colômbia

Libertação de reféns não gera otimismo na Colômbia

Compartilhe

Ao mesmo tempo em que a Col?mbia celebra a liberta??o de tr?s ref?ns que estavam em poder das For?as Armadas Revolucion?rias da Colombia (Farc), poucos no pa?s s?o otimistas que as cerca de 40 pessoas ainda em poder do grupo v?o ser libertadas em breve.

"Levou seis anos para que as Farc libertassem essas mulheres (Clara Rojas e Consuelo Gonzalez, al?m do garoto Emmanuel Rojas) e mesmo assim foi uma tentativa c?nica de conquistar apoio internacional e pressionar o presidente", diz F?bio Ramirez, 40 anos, um executivo de Medelin.

"Agora v?o querer alguns de seus assassinos soltos das cadeias."

As Farc ainda exigem que dois munic?pios na prov?ncia de Cauca (sudoeste do pa?s) sejam desmilitarizados para que se iniciem negocia?es para a liberta??o dos demais ref?ns.

Press?o

Mas essa seria uma concess?o que o presidente ?lvaro Uribe rejeitou com firmeza.

No entanto, com a liberdade dos tr?s, Uribe vai sofrer uma press?o consider?vel, n?o apenas do presidente da Venezuela, Hugo Ch?vez, que teve seu papel de mediador cancelado em novembro pelo governo colombiano, mas tamb?m do l?der franc?s, Nicolas Sarcozy, que decidiu que a liberta??o da ref?n Ingrid Bettencourt (que possui tamb?m nacionalidade francesa) seria uma das prioridades de sua administra??o na esfera internacional.

Washington tamb?m deve exercer press?o, por querer ver o retorno de tr?s de seus agentes secretos capturados pelos guerrilheiros em 2002.

"As Farc colocaram o assunto da troca de prisioneiros por ref?ns na agendas nacional e internacional", diz Roman Ortiz, analista do instituto de estudos Fundaci?n Ideas para la Paz, de Bogot?.

"E a press?o aumenta sobre o presidente Uribe para que ele crie locais seguros para a negocia??o, como exige a guerrilha."

Ch?vez

Ch?vez n?o deve ser nomeado mediador novamente, por n?o ter informado Bogot? dos detalhes de suas negocia?es com os guerrilheiros.

E seu recente apelo para que a Europa remova as Farc da lista de institui?es terroristas criou um atrito com Uribe que deve ser dif?cil de ser superado.

Enquanto Ch?vez disse que os guerrilheiros possuem legitimidade pol?tica, Uribe freq?entemente os descreve como "terroristas" ou "narcoterroristas".

Historicamente Uribe sempre se posicionou contr?rio ? troca de prisioneiros, dizendo acreditar que isto iria estimular o n?mero de seq?estros e abalar a moral das for?as que se empenham em capturar os guerrilheiros.

Ele disse tamb?m que n?o libertaria prisioneiros apenas para que eles possam voltar a se juntar novamente a grupos rebeldes na selva.

Isso pode ser exatamente o que as Farc querem, j? que precisam substituir comandantes mortos em batalhas.

Entre as centenas de rebeldes nas cadeias, h? uma vasta quantidade de experi?ncia e lideran?a de que o movimento necessita desesperadamente no momento. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. ? proibido todo tipo de reprodu??o sem autoriza??o por escrito da BBC.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar