MA: Vereadora é presa e diz que usou propina para comprar carro

Um deles teria recebido R$ 40 mil de propina para votar no outro.

Dois parlamentares de Centro de Novo do Maranhão, a 209 km de São Luís, vereadores Robevânia Maria da Silva, do PR, e Sinomar Farias Vieira ‘Mazinho’, do PMDB, foram presos acusados de pagamento de propina na eleição da mesa diretora da Câmara Municipal da cidade. 

De acordo com o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e o Departamento Estadual de Combate à Corrupção (Deccor) da Polícia Civil, os dois foram presos a pedido do Ministério Público do Estado, que apura irregularidades e pagamento de propina durante a eleição da mesa diretora. 

Centro de Novo do Maranhão
Centro de Novo do Maranhão

Em gravação feita pelo MP, Robevânia Silva confessa ter recebido  R$ 40 mil para votar no companheiro Mazinho e detalha que usou parte do dinheiro para comprar um carro. “Os R$ 40 mil que eu peguei do Mazinho na Câmara só deu pra pagar dois agiotas. O dinheiro que eu tirei pra mim foi só R$ 8 mil pra poder tirar esse carro pra mim (sic) não andar a pé, que isso era uma vergonha de o vereador sair de quase dois mandatos e sair a pé (...)”, diz a vereadora. 

Os promotores de Justiça Saulo Jerônimo Leite Barbosa de Almeida e André Charles Martins Alcântara Oliveira foram os responsáveis pelos pedidos das prisões dos vereadores. O juiz Rômulo Lago e Cruz deferiu a solicitação.

“O fato em questão trata de eleição para a escolha do presidente do parlamento municipal, responsável, entre outras atribuições, pela fiscalização da gestão municipal, e que os fatos noticiados e as provas até então colhidas, indicam o viés criminoso dos envolvidos, manipulando a citada eleição através da compra e venda de parlamentares”, disseram os promotores.

Os dois vereadores estão presos temporariamente. 



Fonte: Com informações do G1-MA
logomarca do portal meionorte..com