Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Mãe faz apelo por vaga em UTI Neonatal para o filho

Sem ter a quem recorrer, Silvana faz um apelo por uma vaga para internar seu filho

Compartilhe
Google Whatsapp

A dona de casa Silvana Lopes Leite deu à luz há 9 dias, de parto cesariana, ao pequeno Caio Rian Lopes da Silva, no Hospital Regional Alarico Pacheco, no município de Timon (MA). De acordo com Silvana, ao receber alta e ser levado para casa, o recém-nascido contraiu uma forte gripe que evoluiu para um quadro de bronquiolite aguda. Agora, a criança precisa, com urgência, de uma vaga em uma UTI Neonatal, mas o hospital informou que não há leitos disponíveis no momento.

Sem ter a quem recorrer, Silvana faz um apelo por uma vaga para internar seu filho e acusa ainda o hospital de negligência médica. “Meu filho está precisando de uma vaga com urgência na UTI. Ele gripou e fizeram pouco caso quando trouxe ele pela primeira vez e me mandaram voltar para casa, mas dessa gripe gerou uma bronquiolite aguda. Agora ele está em estado muito grave e esperando uma vaga na UTI. Meu filho está perdendo a vida, não abre mais nem os olhos”, disse.

Silvana Lopes denuncia ainda que não está recebendo um bom atendimento e que está desesperada com essa situação. “Enquanto a vaga não aparece, meu filho está morrendo aqui na minha frente e eu vendo tudo sem poder fazer nada. Estou arrasada e eles querem que eu tenha paciência diante dessa situação. Isso só está acontecendo por negligência da médica que não quis atender ele na primeira vez que trouxe meu filho ao hospital”, acrescentou.

O Hospital Regional Alarico Nunes Pacheco é administrado pelo Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES). A reportagem entrou em contato com o órgão, mas não obteve resposta até o fechamento desta reportagem. A unidade hospitalar possui 50 leitos e oferece atendimento nas áreas de clínica médica, pediatria, obstetrícia, cirurgia geral e urologia para uma população estimada de 247 mil pessoas.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar