mais

Mais de R$ 1,4 milhão foram investidos na reforma da Igreja São Benedito

Nesta quarta-feira (07), a Arquidiocese de Teresina, por meio da Paróquia São Benedito, apresentou o andamento das obras e aplicação dos recursos arrecadados com a campanha, lançada em abril de 2019.

A campanha "Abrace a São Benedito", lançada pela Arquidiocese de Teresina para arrecadar recursos para a reforma de um dos principais templos da Igreja Católica em Teresina, arrecadou em 2 anos, cerca de R$ 1,4 milhão. O valor viabilizou a sua reabertura definitiva após quatro anos fechado. Nesta quarta-feira (07), a Arquidiocese de Teresina, por meio da Paróquia São Benedito, apresentou o andamento das obras e aplicação dos recursos arrecadados com a campanha, lançada em abril de 2019.

Patrimônio Cultural Brasileiro, a Igreja São Benedito é considerada um dos principais símbolos da Igreja Católica em Teresina, localizada no coração da cidade. Com mais de 140 anos, a igreja foi o terceiro templo católico a ser construído na capital e erguida em regime de mutirão. Todo o material de construção empregado foi, a princípio, doado pelo governo da época e, também, pela comunidade que ajudou a transportá-lo para o canteiro de obras.

Igreja São Benedito, em Teresina | FOTO: DivulgaçãoIgreja São Benedito, em Teresina | FOTO: Divulgação

De acordo com o Frei Chagas Santos, pároco da Paróquia São Benedito, com o dinheiro arrecadado foi possível revitalizar todas as torres, os pináculos, as paredes que estavam rachadas, o teto e a compra dos aparelhos de ar condicionado. “A luta está sendo grande e ainda vai continuar, pois a reforma ainda não acabou. O nosso objetivo é preparar tanto o lado de dentro quanto o lado de fora e, por isso, convido toda a população e empresários de Teresina para que continuem nos ajudando", explicou.

Além das doações dos fiéis, venda de camisas e café da manhã, o processo de reforma contou ainda com outras fontes de arrecadação, como a campanha Selo Premiado e recursos repassados pela Secretaria Estadual de Cultura (Secult). 

Mais R$ 1 milhão para a conclusão

A contadora da campanha, Isabel Ferreira, afirmou que a principal fonte de recurso foi o povo de Teresina que abraçou a causa. “Fizemos um carnê e as pessoas assumiram o compromisso. As empresas também doaram. O trabalho ainda não acabou e nós vamos continuar com a campanha. Os nossos carnês estão aqui todos os dias à espera da população. Com o que nós temos guardado não dá nem para começar, porque falta aproximadamente R$ 1 milhão para a conclusão da restauração. Para que a gente possa concluir todo esse trabalho e deixar esse cartão postal de Teresina muito bonito", relatou.

Prestação de contas com a sociedade foi realizada hoje | FOTO: DivulgaçãoPrestação de contas com a sociedade foi realizada hoje | FOTO: Divulgação

Revitalização da área externa

Segundo a engenheira Camila Prado, após a recuperação da parte estrutural foi realizada uma vistoria na igreja para ver o estado das paredes internas e externas. “Iniciamos com a restauração da parte estrutural. Nesse período, a igreja ficou totalmente fechada e sem a realização de celebrações. Todos os projetos foram encaminhados para o IPHAN e, após a aprovação, realizamos a recuperação das torres e dos pináculos danificados. Após isso, fizemos uma vistoria à procura de possíveis fissuras e verificamos que o forro da igreja ficou comprometido com o desabamento e precisou ser restaurado também", explicou.

O arquiteto Gerardo Fonseca informou que a obra se encaminha agora para o início da reforma da parte externa da igreja. “Precisamos retirar todo o reboco que se encontra impermeabilizado por conta da pintura que foi feita nas últimas décadas. Esse material era inapropriado e selou as paredes. Então, essas paredes precisam de um novo reboco à base de cal, pois era a forma como ela foi construída antigamente”, informou.

As doações continuam

A arquiteta e urbanista Patrícia Mendes, coordenadora de Registro e Conservação da Secult, reforçou que é importante continuar a campanha de arrecadação, pois essa intervenção é uma repetição das ações que fizeram parte do início da construção da igreja, onde a população da época se uniu para erguê-la.

“Nada disso seria possível se órgãos não tivessem se unido, se profissionais do gabarito do Gerardo, da Camila e de tantas outras pessoas que estão por trás não tivessem entrado no projeto. Agora é hora de falar de união da comunidade como um todo. Precisamos nos unir ainda mais para continuar essa grande intervenção em prol da Igreja São Benedito”, disse a arquiteta.

Saiba como contribuir

A campanha “Abrace a São Benedito” ainda não acabou. Para contribuir com a reforma, a Arquidiocese de Teresina disponibilizou uma conta corrente no Banco do Brasil. Os números são: Conta Corrente: 9802-7, Agência 3219-0.

A igreja foi reaberta definitivamente ao público para celebrações no último mês de abril. As missas acontecem de segunda a sábado, às 17h, e aos domingos, nos horários de 6h30, 09h e 17h.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail