Manifestantes fazem ato contra Temer e por 'Diretas Já' no Rio

O protesto é no Rio e os manifestantes pedem eleições diretas

Manifestantes fazem um protesto neste domingo (28) contra o presidente da República, Michel Temer (PMDB), e pedem eleições diretas. A concentração começou por volta de 11h em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Desde as 10h, a movimentação na altura da rua Siqueira Campos foi aumentando gradativamente. Diversas centrais sindicais e grupos de esquerda ligados ao movimento "Fora Temer" erguiam bandeiras e cartazes.

Deputados de partidos como PSB, PSOL, Rede e PT podiam ser vistos, anonimamente ou subindo no carro do som. Artistas também participavam do ato, como Daniel de Oliveira, Sophie Charlotte e Renato Góes.

Às 13h, começou a tocar o Cordão do Bola Preta, tradicional bloco de carnaval do Rio. Algumas versões eram parodiadas, incluindo na letra "Fora Temer" ou "Diretas Já".

De acordo com Ana Ribeiro, da Frente Brasil Popular, uma das organizadoras do ato, a estimativa de público é de 50 mil ao longo do dia. A Polícia Militar não divulga um número oficial de público.

"A gente pensou esse ato durante a última manifestação na Cinelândia. Aquela repressão, aquele cenário, fez com que a gente pensasse num ato diferente, que dialogasse com a população. E o 'Diretas Já' é um 'Fora Temer'. A gente espera que isso ecoe pro resto do país", afirmou Ana.

Ainda segundo os organizadores, estão previstos shows de artistas contrários ao presidente, como Caetano Veloso, Mano Brown, Criolo, Cordão da Bola Preta, Otto, Maria Gadu, Martn'ália, Pretinho da Serrinha, Teresa Cristina, Digitaldubs e Bnegão, e Pedro Luis.




Fonte: G1
logomarca do portal meionorte..com