Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Marcha das Vadias traz pautas feministas para as ruas de Teresina

Marcha das Vadias traz pautas feministas para as ruas de Teresina

Compartilhe
Google Whatsapp

A Marcha das Vadias, em sua terceira edição em Teresina, concentrou militantes de movimentos sociais na Avenida Frei Serafim durante a tarde de ontem (14). Com o tema "Viver Sem Violência é um Direito de Toda Mulher", os manifestantes levaram pautas feministas às ruas, com o objetivo de dialogar com a população sobre violência contra a mulher, aborto, homofobia e mais.

O movimento feminista em Teresina tem crescido bastante após a construção da marcha. "Acreditamos muito na Marcha das Vadias, pois desde quando começou em Teresina trouxe mais visibilidade para o movimento feminista, conseguimos traçar certos debates e alcançar várias moças, que hoje reforçam o movimento feminista em Teresina e constroem a Marcha. Ao irmos paras ruas estamos mostrando que o movimento feminista existe, que não nos calamos, pois queremos incomodar a sociedade machista, racista, trans/homo/bi/lesbofóbica que tenta nos calar e deslegitimar a nossa luta", pontua Stacy Nagoya, uma das moças que constroem a Marcha.

Na Marcha, travestis e transexuais que foram agredidas durante todo o ano serão lembradas, assim como as mulheres negras que são as mais violentadas, de acordo com as estatísticas: "Essa marcha vai ser um dia de luta e de luto, luto pelas companheiras travestis e transexuais que são mortas, agredidas verbalmente e fisicamente, que têm seu reconhecimento como mulheres negado, por ter toda uma dificuldade para fazerem uma cirurgia de mudança de sexo e por aí vai, as várias violências que nossas companheiras sofrem desde muito novas. E as nossas companheiras negras, que são as que mais sofrem com a violência, pois 60% das mulheres assassinas no Brasil foram mulheres negras. Vamos unir nossas forças hoje e lutar contra toda violência verbal, física e institucional que a mulher negra, branca, trans ou cis sofrem. Estamos fartas", explica Stacy.

Este ano, a Marcha das Vadias se concentrou na Avenida Frei Serafim, centro de Teresina, e teve percurso através das Praças do Fripisa, João Luís, Coelho de Rodrigues, Rui Barbosa e encerramento na Liberdade, com a realização de uma cultural. "A tendência é unificar o movimento feminista com os coletivo e frente de mulheres, que estão se unindo cada vez mais para criar ações e reforçar essa luta. Acreditamos que quando nos unimos nossa força é maior", finaliza Nagoya.


Siga nosso canal no telegram
Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto