Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Matizes promove ação para estimular doação de sangue

A ação é realizada desde 2012 e chegou a sua quarta edição.

Compartilhe

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUINTA-FEIRA (12) DO JORNAL MEIO NORTE

Movidos pelo intuito de reforçar o estoque do banco de sangue do Hemopi e ao mesmo tempo protestar contra a portaria da Anvisa que proíbe homens homossexuais e bissexuais de doarem sangue, o Grupo Matizes realizou na última quarta-feira a campanha "Nosso Sangue Pela Igualdade", estimulando a doação de sangue, que contou com a participação da sociedade em geral e também de membros do grupo. Durante todo o dia, o Hemopi registrou fluxo de doadores acima do normal.

A ação é realizada desde 2012 e chegou a sua quarta edição. "Esta é uma ação solidária em protesto a uma resolução da Anvisa que proíbe homens gays de doarem sangue. É uma atividade consolidada em nosso calendário e aproveitamos a época de Carnaval, período que o estoque de sangue do Hemopi fica muito baixo, para convidar nossos amigos e parceiros a colaborar com este ato de solidariedade", destaca Carmen Lucia Ribeiro, coordenadora geral do Grupo Matizes.

Contestada por grupos de defesa aos direitos dos homossexuais, a medida da Agência Nacional de Vigilância Sanitária também não é vista com bons olhos por membros da população civil. O porteiro José de Deus acha a proibição desnecessária e não vê problemas em restringirem que homens gays e bissexuais a doarem sangue. "Acredito que quem criou essa portaria não tinha muito o que fazer. Sangue é sangue, tanto faz ser de homem, mulher, homossexual, bissexual ou o que seja. Não teria problemas em receber transfusão de sangue vinda de um homossexual, pois este ato salvaria minha vida", destaca.

No Brasil, a resolução nº 153 da Anvisa, datada de 2004, determina que estão inabilitados para doação de sangue por um ano homens que tiveram relações sexuais com outros homens nos 12 meses precedentes. Em 2011, o mesmo órgão publicou a portaria nº 1.353, dizendo que "a orientação sexual não deve ser usada como critério para seleção de doadores de sangue".

Repórter: Olegário Borges


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar