Meditação é utilizada como forma de promoção à saúde em escola

Prática será aliada ao Plano Estadual de Valorização à Vida

O Governo do Estado do Piauí trabalha em diversos âmbitos sociais para garantir dignidade aos cidadãos e as melhores estratégias de valorização à vida. Com essa intenção, o secretário de Saúde, Florentino Neto, visitou nesta quinta (13) a Unidade Escolar Darcy Araújo, da rede pública estadual.  A visita teve o intuito de conhecer o Projeto Meditação na Escola.

O projeto trabalha a meditação como uma das práticas integrativas complementares, que visa melhorar a concentração mental, aspectos cognitivos, desenvolvimento da criatividade, assimilação de conteúdos desses alunos na sala de aula, além de melhorias na vida pessoal.

“Percebemos pelos dados demonstrados pela direção da escola uma melhoria no rendimento escolar e na disciplina no ambiente escolar. Pudemos perceber, através dos relatos dos alunos, que essa melhoria também se dá no relacionamento familiar, estes alunos reconhecem potencial de auxilio que as técnicas de meditação são capazes de lhes dar para que possam ter melhor rendimento, mais atenção e absorver melhor os conteúdos, além de terem mais concentração na rotina de suas tarefas escolares. Todos os relatos demonstram que essa experiência de meditação deve ser analisada e expandida pelo Governo por meio da Saúde, Educação e Fundação de Amparo e Apoio à Pesquisa” comenta o secretário Florentino Neto.

A Secretaria de Saúde viu a possibilidade de replicar esse modelo, por meio do Programa Saúde na Escola, com objetivo de inserir outros municípios na proposta dessas práticas, expandindo para todo o Estado. O projeto será elaborado e acompanhado em parceria da Saúde, Secretaria de Estado da Educação e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado (Fapepi). “Estamos aqui para vivenciar, verificar como é esse trabalho, e verificar como essas práticas tiveram impacto na vida desses jovens”, disse Florentino Neto.

“Me tornei uma pessoa bem mais concentrada e me ajudou inclusive a melhorar nos estudos, minhas notas aumentaram. Me ajudou mentalmente, a ter mais paciência, hoje em dia sou menos estressada e ansiosa e mais focada”, relatou a estudante do 7º ano, Camila Silva.

As atividades de meditação são realizadas logo no começo da manhã, antes do início das aulas. As técnicas são repassadas pelo professor Barbosa, psicólogo responsável pelo projeto “Mentes tranquilas tem mais facilidade de aprender e absorver os conhecimentos”, explica. Além disso, são realizadas também atividades em grupo e as técnicas também são trabalhadas em professores e funcionários. “Percebemos uma melhora significativa na melhora da aprendizagem desses alunos e na própria relação entre eles e na nossa própria rotina como professores”, complementa a diretora da escola, Verônica Santos.

Valorização à vida

A meditação traz benefícios mentais, que ajudam na prevenção de possíveis transtornos,  como ansiedade e depressão, além de afastar possíveis patologias causadas pelo estresse. O Estado tem investido na promoção de ações que trabalham o fortalecimento da mente como promoção à saúde.

O Governo vem elaborando um Plano Estadual de prevenção ao suicídio e valorização à vida, que prevê uma integração intensa com a Educação, para alcançar esses jovens nas escolas.  Esse projeto vem como modelo de integrar e reforçar as práticas de valorização da vida a esses jovens em todo o Piauí.

Uma das primeiras medidas a serem tomadas é a capacitação dos psicólogos que já atuam nas Gerências Regionais de Educação em todo o Estado, pra que possam trabalhar adequadamente a meditação como método de otimização de capacidade cognitiva. Ademais, a parceria com a Fapepi irá possibilitar o desenvolvimento de pesquisas relacionadas a essas temáticas.

Fonte: Com informações do Portal do Governo