Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Mel do Piauí agrega valor e ganha mercado externo com Casa Apis

Mel do Piauí agrega valor e ganha mercado externo com Casa Apis

Compartilhe

Come?ou a funcionar em fase experimental a primeira ind?stria de processamento e beneficiamento de mel do Piau?, na cidade de Picos, no sul do Piau?. Situada no distrito industrial, da cidade de Picos, a 345 km de Teresina, a ind?stria batizada de Casa Apis, tem capacidade para processar tr?s mil toneladas por ano, uma m?dia de 170 toneladas m?s. A ?rea de atua??o da Casa Apis ? o semi-?rido brasileiro sendo que nesse primeiro momento abranger? os estados de Piau?, Cear? e Pernambuco incluindo 32 munic?pios e 122 comunidades.

Segundo IBGE a micro regi?o de Picos ? o segundo maior produtor de mel do Brasil por tr?s anos consecutivos com 480 toneladas. ?Todo mel do Piau? ser? processado aqui. A import?ncia dessa iniciativa para mim como produtor de mel ? que esta ? a ?nica sa?da para valoriza??o do produto. J? tava quase desistindo da migrat?ria com as colm?ias no per?odo de estiagem e agora vejo uma alternativa. Sem falar que antes da Casa Apis a gente estava que nem ?bola? na m?o do atravessador, agora vemos que exportar ? a sa?da. A gente agradece ao governador por ter entrado nessa luta? diz o apicultor Antonio Carlos Sales, que h? 20 atua no ramo e tem como sonho inserir o mel na merenda escolar das escolas p?blicas.

O objetivo da Casa Apis ? agregar valor ao produto da abelha atuando nas tr?s fases do processo (na produ??o, no beneficiamento e na comercializa??o). ?Estamos usando uma tecnologia de ponta, buscando o melhoramento da qualidade do mel, desde a produtividade at? o controle de qualidade. O papel principal da Casa Apis ? agregar valor a esses produtos e usar uma estrutura comercial que possa valorizar esses produtos?, explica diretor geral da Apis e presidente da Federa??o das Entidades Ap?colas do Piau?, Antonio Leopoldino Dantas Filho.

A localiza??o estrat?gica do Piau?, aliada a voca??o natural da micro-regi?o ? um dos pontos chaves para o sucesso da instala??o da Casa Apis. Aqui al?m do mel produzido no Piau? tamb?m ser? beneficiado o mel produzido no Cear? e em Pernambuco. ?O estado do Piau? produz uma m?dia de 4381 toneladas por ano. H? tr?s anos consecultivos o IBGE divulga Picos entres os munic?pios maiores produtores de mel. Piau? ? o segundo estado maior produtor de mel do Brasil?diz o diretor da Casa Apis.

Casa Apis beneficia 1600 fam?lias

A Casa Apis t?m 1600 fam?lias cadastradas oriundas de nove cooperativas. Vale lembrar que essas cooperativas tamb?m s?o formadas por associa?es tanto do Piau? quanto do Cear?. ?Somente na Comapi, cooperativa de Simplicio Mendes s?o mais de 800 produtores distribu?dos em varias comunidades?, informa Antonio Leopoldino.

Ao lado da Casa Apis tamb?m est? em fase de finaliza??o um Centro Tecnolg?co de Apicultura, o CTA, que tem como fun??o trabalhar a capacita??o, a pesquisa, fazer a certifica??o do produto (mel), como no caso da cria??o de uma marca pr?pria regional, prestar servi?os laboratoriais e prestar servi?os de analise laboratorial para os produtores.

Para o diretor geral da Casa Apis, a principal vantagem do Centro tecnol?gico ? a transfer?ncia dessas tecnologias. ?Temos um comit? gestor nacional com cinco parceiros e aqui temos um comit? gestor local ent?o estamos trabalhando desde a capacita??o ate a intelig?ncia comercial eficiente para que se possa inserir no mercado e consolidar?, diz Leopoldino.

A iniciativa ? fruto de uma parceria que envolve o governo federal, governo do estado, Sebrae, Banco do Brasil, cooperativas de apicultores. Segundo ele, um dos principais parceiros nesse trabalho ? o Sebrae e a Funda??o Bando do Brasil. ?Para isso trabalhamos com planos de consultoria desde jur?dica, econ?mica, que elaborou um plano de neg?cios e agora estamos com um plano de marketing, inclusive com a participa??o de professores da USP?, diz.

Al?m desses parceiros o empreendimento tamb?m tem a participa??o do BB, do Sebrae, a ICO, agencia desenvolvimento holandesa, a rede unitrabalho e a unisol Brasil, criada para at


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar