Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Menina ao saber sobre o tio preso: "Vovô pode sair para a rua"

"O vovô pode sair para a rua agora", afirmou a criança capixaba, que era estuprada e foi para Pernambuco interromper a gestação

Compartilhe

Ainda internada no hospital do Recife onde fez um aborto, a menina capixaba de 10 anos descobriu por um celular que o tio que acusa pelo estupro foi preso. “Ainda bem, porque o vovô pode sair para a rua agora”, disse.

Leia Mais: Criança de 10 anos que foi estuprada pelo tio vai interromper gravidez

A criança tinha medo que o tio matasse o avô. Era sob essa ameaça que não revelava a violência que sofria para ninguém. O relato foi feito pela avó para Paula Viana, enfermeira e coordenadora do Grupo Curumim, parceiro do programa Pró-Marias, de atendimento às vítimas de violência desde 1996, dentro do Cisam (Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros), da Universidade de Pernambuco.

Leia Mais: Tio acusado de estuprar sobrinha no ES confessou crime "informalmente"

Homem suspeito de estuprar a sobrinha de 10 anos no ES foi preso em MG - Foto: Agência O Globo

A neta é criada pela avó desde que tinha 27 dias, e muitas vezes a chama de mãe. Vendedora ambulante de bebidas na praia, a avó disse que “perdeu o chão” ao saber dos estupros.Viana esteve com a menina desde que ela chegou ao aeroporto do Recife, no domingo, trazendo consigo um sapo e uma girafa de pelúcia.

Leia Mais: Grupo cerca hospital para evitar aborto em menina de 10 anos; vídeos

A enfermeira acredita que a menina não tenha ouvido os gritos de “assassina” na chegada, mas não foi possível proteger a criança de um médico do próprio hospital que conseguiu acessar o quarto na noite de domingo para constrangê-la, com detalhes gráficos do procedimento e questionando a decisão dela e da avó.

Antes da interrupção da gravidez, a menina tinha o semblante sério, fechado. Não reclamou de exames e injeções e aguentou firme a dor do aborto. Mas, segundo Viana, ontem sua expressão mudou:

— Ela estava com uma cara de alívio, completamente diferente. Mais solta, me olhou radiante mostrando os presentes que ganhou.




Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar