Menino engorda 11kg para poder doar medula óssea e salvar seu pai

A doença estava em estágio avançado

O garoto chinês Cao Yinpeng, de oito anos, e seu pai, Cao Lei, costumam viajar juntos sempre que o garoto sai de férias. A Austrália era o próximo destino combinado, mas surgiu um problemão: Lei se sentiu fraco no começo do ano e foi ao médico, que o diagnosticou com leucemia.

A doença estava em estágio avançado, e os especialistas estimaram que ele teria cerca de seis meses de vida. Só havia uma alternativa: fazer um transplante de medula óssea o mais rápido possível. Um doador compatível foi procurado no sistema de saúde chinês, sem sucesso. O tempo estava passando e esperar na fila não era uma hipótese.

Filho único, Lei tinha três opções de doadores na família: seus pais, muito velhos, e seu filho, muito novo para passar pelo procedimento. A lei chinesa estabelece que o doador deve ter entre 18 e 45 anos e pesar ao menos 45 kg. Sem outra alternativa, o pequeno Yinpeng se dispôs a engordar cerca de 11 quilos, e, após a autorização formal de sua mãe, foi aberta uma exceção quanto à sua idade.

Ele passou cerca de dois meses comendo muito mais do que o normal, tendo as refeições preparadas pela avó, mãe de Cao Lei, que preparou seus pratos favoritos. A dieta foi elaborada com cuidado, e Yinpeng, praticante de esportes, teve que deixar algumas competições em que estava inscrito de lado.

Ele saltou de 35 para 46 quilos, o que permitiu que seu corpo tivesse sangue suficiente para fazer a doação. A cirurgia aconteceu em julho, e as fontes de notícias chinesas dizem que a recuperação do pai continua, enquanto a família se esforça para bancar o custoso tratamento: para fazer a cirurgia, foi necessário vender o apartamento dos Cao, e o pós-operatório é tão caro quanto.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Hypeness
logomarca do portal meionorte..com