Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

"Mito da "indústria da multa" é prejudicial à sociedade", diz superintendente

"Mito da "indústria da multa" é prejudicial à sociedade", diz superintendente

Compartilhe

Em todo munic?pio do pa?s onde o gestor municipal trabalha com rigor na fiscaliza??o de tr?nsito tentou-se criar uma falsa realidade conhecida como "ind?stria da multa", onde supostamente a ?nica fun??o seria a arrecada??o de recursos.

A Associa??o Nacional de Transportes P?blicos (ANTP), em documento recentemente publicado, lembra que, assim como se fazia nas guerras, essa ? uma informa??o denominada de "contra-propaganda", criada e desencadeada justamente por infratores acostumados com a impunidade.

Pesquisas revelam que no Brasil existem cerca de 40 milh?es de condutores e estima-se que s? 800 mil s?o respons?veis pela maior parte dos acidentes, o que corresponde a 2% . E mais: um estudo feito pela Universidade Anhembi Morumbi, de S?o Paulo, estimou que nas 4.615 esquinas da cidade com sem?foros e faixa de pedestres ocorrem nada menos do que 3,4 bilh?es de infra?es no ano. De todas elas, apenas 300 mil se transformam em multas, ou seja, em m?dia, apenas uma em cada 10 mil infra?es.

"E Teresina n?o ? uma ilha isolada, nossa realidade n?o ? diferente do resto do pa?s, podendo ser ainda mais grave j? que aqui o carro ? visto como um s?mbolo de status. E esse mito da ind?stria da multa ? extremamente prejudicial a sociedade porque tenta desqualificar as multas de tr?nsito, que s?o os meios mais eficientes para redu??o da velocidade dos ve?culos, consequentemente, diminuindo a for?a do impacto nas batidas. Com isso, a chance de gerar v?timas tamb?m ? menor", destacou Francisco Gerardo, superintendente da STRANS.

De janeiro a julho deste ano foram registradas 33.493 multas de tr?nsito, a grande maioria atrav?s dos equipamentos de fiscaliza??o eletr?nica. Vale lembrar que Teresina tem hoje quase 200 mil ve?culos cadastrados. "Se compararmos, portanto, o n?mero infra?es que se transformaram em multas com as que realmente foram cometidas, muito provavelmente chegarem a propor??o semelhante a levantada pela pesquisa, de 10 mil para 1. E podemos acrescentar ainda que normalmente o infrator de tr?nsito ? reincidente", disse o Francisco Gerardo.

Entre as infra?es mais cometidas pelos teresinenses est?o: 1 ? transitar em velocidade 20% acima da m?xima permitida; 2 ? parar sobre a faixa de pedestres; 3 ? dirigir usando celular ou fone de ouvido; 4 ? avan?ar sinal vermelho; 5 ? estacionar sobre passeio ou em desacordo com o C?digo de Tr?nsito.

"N?o podemos esquecer tamb?m que todos os equipamentos de fiscaliza??o eletr?nica s?o aferidos pelo Imepi. N?o existe nenhuma possibilidade de registrarem nada al?m do considerado irregular. Al?m disso, todas as multas aplicadas pelos agentes s?o baseadas no c?digo de tr?nsito. E em qualquer um dos casos o usu?rio pode recorrer atrav?s de Defesa Pr?via, das JARIS e do Conselho Estadual de Tr?nsito (Cetran). E a junta (JARI) que analisa os casos ? formada tamb?m por profissionais de outras institui?es, como a OAB-PI, o CIPTran e a Pol?cia Rodovi?ria Federal", lembrou.

A ANTP destaca, ao final, que o administrador deve ser firme e ter sempre em mente o rigor da fiscaliza??o, pois assim obter? resultado na redu??o do n?mero de mortos e feridos no tr?nsito, mesmo com o crescimento da frota. Como na viol?ncia, onde a impunidade gera um crescimento, no tr?nsito acontece da mesma forma.

Todos os dias STRANS recebe uma s?rie de pedidos para aumentar o n?mero de aparelhos de fiscaliza??o eletr?nica.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar