Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Mizael Bispo chega a fórum criminal para julgamento do caso Mércia Nakashima em SP

Policial reformado é acusado de matar a advogada Mércia Nakashima

Mizael Bispo chega a fórum criminal para julgamento do caso Mércia Nakashima em SP
De terno, Mizael Bispo chega ao Fórum Criminal de Guarulhos | Reprodução
Compartilhe

O acusado de matar Mércia Nakashima, Mizael Bispo, chegou por volta das 8h20 desta segunda-feira (11), no Fórum Criminal de Guarulhos, na Grande São Paulo. Ele estava preso no Presídio Militar Romão Gomes desde fevereiro do ano passado. Duas viaturas da Polícia Militar fizeram o trajeto do presídio até o fórum.

Acusado de matar a advogada Mércia Nakashima, Mizael Bispo vai a júri popular a partir desta segunda-feira, no Fórum Criminal de Guarulhos, na Grande São Paulo. O julgamento será transmitido ao vivo pela televisão e rádio. Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, é a primeira vez na história do País que um júri envolvendo crime contra a vida é exibido em tempo real.

O julgamento está previsto para começar às 9h e a previsão é que dure até cinco dias. Bispo se sentará no banco dos réus quase três anos após o crime, ocorrido em 2010.

Sete jurados decidirão se ele é ou não culpado. O policial militar reformado e também advogado responde por homicídio triplamente qualificado ? motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Acusação

Para o Ministério Público, o acusado matou Mércia porque se sentia ?humilhado? pela jovem, que queria ter um relacionamento descompromissado com ele.

O advogado teria levado a ex-namorada, no carro dela, para Nazaré Paulista, interior de São Paulo. Lá, ela foi baleada e o carro, jogado em uma represa. Ainda de acordo com a promotoria, Mizael teria contado com a ajuda do vigilante Evandro Bezerra da Silva. Ele também irá a júri popular, no dia 29 de julho deste ano.

Defesa

Já a defesa pretende tentar desconstruir as provas contra o policial reformado, convocando especialistas na área de telefonia e biologia como testemunhas. Os advogados afirmam que não haverá elementos surpresa, mas que tentarão mostrar no plenário que quando o veículo de Mércia foi jogado na represa, Mizael estava 48 km longe do local dos fatos.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar