Modelo é presa acusada de sequestrar e torturar colega de profissão

Ela teria contado com a ajuda da irmã gêmea para realizar o crime

Uma modelo identificada como Yeimi Rey, 21 anos, foi presa,  acusada de ter sequestrado e torturado  a colega de profissão Carollina Muñoz.

No momento da prisão, a modelo estava no aerooporto de Bogotá, na Colômbia, onde embarcaria para Miami, nos Estados Unidos.

Segundo informações do jornal "El Tiepo" a jovem contou com a ajuda da sua irmã gêmea Claudia Deyanira (que está foragida) para atacar a modelo.

A vítima relatou que em 31 de janeiro as irmãs gêmeas a colocaram dentro de um carro e, em seguida, foi torturada com choques, mordidas além de ter as roupas rasgadas e o cabelo raspado. Elas ainda teriam roubado dinheiro da vítima antes de abandoná-la em uma rua.

O motivo da agressão teria sido porque Carolina criou um perfil em uma rede social para divulgar as fotos das gêmeas antes delas fazerem cirurgias plásticas. A v;itima teria confessado ter publicado as fotos ao saber que as irmãs haviam falado dela.

O advogado das gêmeas tentou amenizar o caso."Elas são todas amigas e Muñoz entrou no carro por vontade própria (no dia da suposta tortura). Minhas clientes também foram atacadas", disse.


Modelo teria sequestrado e torturado colega
Modelo teria sequestrado e torturado colega





Fonte: Extra
logomarca do portal meionorte..com