Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Morre criança baleada na cabeça que esperou 8 horas por cirurgia

Menina estava internada desde a madrugada do dia 25 de dezembro, Natal

Morre criança baleada na cabeça que esperou 8 horas por cirurgia
Criança teve morte cerebral e era monitorada por aparelhos. | Ag. O Dia
Compartilhe

Morreu na tarde desta sexta-feira (4) a menina Adrielly dos Santos Vieira, de 10 anos, atingida por um tiro na cabeça na noite de Natal, na favela do Urubuzinho, zona norte do Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pela Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil.

Ela teve morte cerebral no último domingo (30) e era monitorada por aparelhos. A criança estava internada desde a madrugada do dia 25 de dezembro, após aguardar oito horas por uma cirurgia. O médico que a atenderia faltou ao plantão de Natal.

Médico presta depoimento

O neurocirurgião Adão Orlando Crespo, que faltou ao plantão de Natal do hospital Salgado Filho e não atendeu , prestou depoimento à polícia na última sexta-feira (28), na delegacia do Méier (23ª DP). De acordo com o médico, ele havia comunicado, há mais de um mês, que não concordava com a escala e, por isso, não trabalharia na madrugada do dia 25. A informação foi confirmada pela Polícia Civil.

Adão Orlando Crespo será investigado por omissão de socorro pela Polícia Civil, pelo Ministério Público Estadual e pelo Cremerj (Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro).

Prefeito vai demitir médico

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PMDB), informou que demitirá o neurocirurgião. Ele disse que pretende adotar o controle biométrico de trabalhadores em todos os hospitais administrados pelo município.

Segundo Paes, a nova tecnologia será determinada no início de janeiro e os hospitais terão seis meses para se adaptarem à exigência. Em relação à demissão do profissional, o prefeito defende a abertura de inquérito para que o médico seja processado criminalmente pela ausência.

? Vou demitir esse médico, que é um irresponsável. Ninguém pode estar escalado para um plantão e simplesmente não aparecer. Acho até que ele tem de responder criminalmente por sua ausência.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar