Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

MP determina ampliamento no acolhimento de idosos em situação de risco

O acolhimento deverá ser feito no Lar da Fraternidade ou em outra casa da Ação Social Arquidiocesana (ASA), como o Lar de Sant’Ana, em Teresina.

Compartilhe

O Ministério Público do Piauí e a Defensoria Pública do Estado (DPE) conseguiram uma decisão liminar favorável em ação movida para que o Estado e a prefeitura de Teresina prestem assistência aos idosos em situação de risco e abandono durante a pandemia do novo coronavírus. No âmbito do MPPI, a ação é resultado do trabalho da 28ª Promotoria de Justiça de Teresina, com atuação na defesa dos direitos da pessoa idosa, que tem como titular a promotora de Justiça Marlúcia Evaristo.

Inicialmente, a ação solicitou que o Governo do Estado e a Prefeitura de Teresina promovessem o acolhimento de dois idosos. Mas a medida foi estendida a todos os idosos que estiverem em situação de risco e vulnerabilidade social. O acolhimento deverá ser feito no Lar da Fraternidade ou em outra casa da Ação Social Arquidiocesana (ASA), como o Lar de Sant’Ana.

Ascom

O local precisa ser seguro e organizado de forma a evitar a aglomeração dos idosos. Eles devem ser colocados em quartos individuais e com banheiro diferenciado dos demais residentes. O Governo do Estado e a Prefeitura de Teresina devem fornecer aos profissionais dessas instituições equipamentos de proteção individual, além de dar a eles orientações sobre o manejo dos casos para evitar o contágio entre os idosos e os profissionais da instituição.

A decisão judicial determina também que o trabalho de assistência seja realizado sob a supervisão de profissionais treinados. Para isso, se necessário for, a administração pública deve contratar em regime de urgência profissionais e adotar todas as medidas de saúde visando manter os idosos (e os demais que necessitarem) em isolamento pelo prazo de quarentena.

Após a pandemia, estado e município devem converter esse abrigo provisório em expansão do Lar de Sant’Ana para mais 20 pessoas ou aumentando o número de vagas existentes em outras instituições de longa permanência de idosos de Teresina.

Com informações do Ministério Público do Piauí 




Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar