MP vai requerer interdição de estádio após morte de torcedor

Conflito após clássico terminou na morte de um torcedor.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) vai requerer a interdição do estádio de São Januário, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Consumidor, após conflitos no final de semana que resultaram na morte de um torcedor do Vasco. Além dele, outros dois torcedores deram entrada com ferimentos à bala, mas estão fora de perigo. 

A interdição vai vigorar até que o protocolo legal para garantir a segurança do torcedor seja implementado. O MP-RJ já havia ajuizado uma ação coletiva, em fevereiro deste ano, para que os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) cumpram o dever de segurança dos jogos dos campeonatos profissionais.

O Ministério Público lembra que, segundo o Estatuto do Torcedor, “a elaboração de um plano de ação para todo o campeonato e de outro, para cada jogo, deve prever as situações de risco envolvendo os grandes eventos e traçar estratégias para esvaziar a possibilidade de confrontos”. 

A vítima foi atingida pelo tiro perto do portão 9 do estádio. O torcedor foi levado para o Hospital Souza Aguiar, onde já chegou sem vida. Um quarto torcedor foi recebido com ferimentos provocados por estilhaços de vidro.

Além dos confrontos dentro do São Januário, houve muita confusão no entorno do estádio, com grupos de torcedores do Vasco partindo para cima dos militares com garrafas e pedras.

onflito entre polícia e torcedores terminou em morte (Crédito: Reprodução)
onflito entre polícia e torcedores terminou em morte (Crédito: Reprodução)



Fonte: Com informações da Agência Brasil