Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

MPF oferece primeiras denúncias do caso Cisco

MPF oferece primeiras denúncias do caso Cisco

Compartilhe
Google Whatsapp

O Minist?rio P?blico Federal em S?o Paulo ofereceu na quarta-feira ? 4? Vara Federal Criminal as duas primeiras den?ncias de crimes cometidos por investigados pela Opera??o Persona, deflagrada em outubro pela Pol?cia Federal. A investiga??o diz respeito ? atua??o das empresas Cisco e Mude na montagem de uma cadeia de empresas interpostas no Brasil e nos Estados Unidos para a realiza??o de diversas fraudes no com?rcio exterior. Os envolvidos, segundo a Receita, deixaram de recolher R$ 1,5 bilh?o em impostos.

As duas primeiras den?ncias, de cerca de 90 p?ginas cada uma, e documentos anexos, referem-se aos crimes de descaminho, na modalidade de importa??o fraudulenta, e uso de documento falso. Elas relatam pelo menos 16 importa?es fraudulentas realizadas entre 2006 e 2007, al?m do uso de notas fiscais falsas em opera?es de compra e venda.

A primeira den?ncia atinge o ex-presidente da Cisco no Brasil, Carlos Roberto Carnevali, e mais dez pessoas entre s?cios, diretores e funcion?rios do grupo Mude e What s Up (considerado o setor de importa?es da Mude). Carlos Roberto Carnevali, at? bem pouco tempo vice-presidente da empresa para a Am?rica Latina, est? preso preventivamente.

Entre os denunciados com Carnevali est?o, segundo o MPF, Jos? Roberto Pernomian Rodrigues, Helio Benetti Pedreira, Moacyr Alvaro Sampaio, Fernando Machado Grecco, Marcelo Naoki Ikeda, que tamb?m est?o presos, e Reinaldo de Paiva Grillo, Marc?lio Palhares Lemos, Gustavo Henrique Castellari Proc?pio, Everaldo Batista Silva e Leandro Marques da Silva.

A segunda den?ncia foi proposta contra os diretores do denominado grupo K/E, Cid Guardia Filho, o Kiko, e Ernani Bertino Maciel, ambos presos preventivamente. Tamb?m foram inclu?dos dois de seus colaboradores, Marcos Zenatti e Jos? Carlos Mendes Pires, al?m do diretor do grupo SAO, Paulo Roberto Moreira. Os diretores das empresas, segundo o MPF, cometeram descaminho e uso de documento falso. J? os colaboradores s?o acusados somente de descaminho.

Os procuradores da Rep?blica Priscila Schreiner e Marcos Jos? Gomes Corr?a, autores das den?ncias, afirmam que as opera?es de compra e venda realizadas no esquema eram simuladas e objetivavam ocultar a real importadora dos produtos, que era a Mude, principal distribuidora dos produtos da Cisco no Brasil. Conforme o Minist?rio P?blico Federal (MPF), as opera?es fraudulentas do grupo, totalizaram US$ 370 milh?es.

Segundo o MPF, a an?lise do material apreendido ainda n?o foi finalizada e, futuramente, poder? embasar novas acusa?es.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar