mais

Mulheres poderão denunciar assédio no Corso

"Observatório da Mulher" prestará atendimento psicológico e social.

Mulheres poderão denunciar assédio no Corso
O corpo da mulher não é folia | Reprodução

A Coordenadoria de Estado de Políticas para as Mulheres do Piauí (CEPM) retorna, neste ano, com ações da campanha lançada em 2016, O Corpo da Mulher Não é Folia montando no Corso de Teresina o Observatório da Mulher, uma unidade móvel que prestará atendimento psicológico e social às  mulheres  que denunciarem casos de violência.

 (Crédito: Reprodução)
(Crédito: Reprodução)


Puxões de cabelo, toques indesejados, beijos forçados e outros atos de violência contra a mulher devem ser registrados durante o período de carnaval. A equipe da CEPM e a Comissão de Mulheres da OAB afirmam estar preparadas para fazer o devido atendimento e encaminhar as denúncias para a Delegacia de Gênero. A ação conta também com a parceria da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres (SMPM).

“Este ano vamos disponibilizar uma Unidade Móvel com uma equipe de psicólogas, assistente social e uma equipe da Comissão da Mulher da OAB, para que, qualquer mulher que passou por algum tipo de agressão, abuso ou assédio, possa se dirigir até o nosso espaço, e lá nós a encaminharemos até a Delegacia de Gênero”, afirmou a coordenadora de Políticas para Mulheres, Haldaci Regina.

Tópicos

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail