Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Anuário Multi Cidades aponta Parnaíba com a maior taxa de crescimento do Brasil

Multi Cidades aponta Parnaíba como município com maior taxa de crescimento do Brasil

Anuário Multi Cidades aponta Parnaíba com a maior taxa de crescimento do Brasil
Parnaíba como município com maior taxa de crescimento do Brasil | Divulgação
Compartilhe

Anuario Multi Cidades aponta Parnaíba como município com maior taxa de crescimento do Brasil

Dos municípios do interior selecionados por Multi Cidades, Parnaíba apresentou a maior taxa de crescimento do Brasil, de 229,2%.

Levantamento realizado pelo anuário Multi Cidades ? Finanças dos Municípios do Brasil, da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) em parceria com a Aequus Consultoria, apontou o crescimento econômico de capitais e cidades do interior do Brasil.

Das nove capitais da Região Nordeste, quatro expandiram os recursos aplicados em investimentos em 2011. O maior crescimento foi registrado em Recife, com 37,6%, ao investir um montante de R$ 249,3 milhões contra R$ 181,1 milhões no ano anterior; seguido por João Pessoa (24,1%), que pulou de R$ 134,1 milhões, em 2010, para R$ 166,3 milhões em 2011. As outras duas capitais que tiveram crescimento foram Aracaju (5,9%) e Fortaleza (0,4%).

Pela sexta vez consecutiva, Fortaleza liderou o ranking dos maiores investimentos na Região Nordeste, seguida por Recife e São Luis. Já João Pessoa, que ocupa a quarta colocação, possui o maior investimento per capita entre as capitais, com R$ 226,94.

Já nos municípios do interior selecionados por Multi Cidades, a maior taxa de crescimento do Brasil, de 229,2%, foi observada em Parnaíba-PI. A cidade investiu R$ 34 milhões em 2011 contra os R$ 10,3 milhões que foram aplicados no ano anterior. Outras elevações consideradas foram registradas em Jaboatão dos Guararapes-PE, Caucaia-CE e Arapiraca-AL, com 107,1%, 98,2% e 90,2%, respectivamente.

Raio-X do Brasil ? Recorde de investimentos

Conforme levantamento feito pela Multi Cidades ? Finanças dos Municípios do Brasil, em 2011, os investimentos realizados pelas cidades brasileiras registraram um aumento de 6,1% se comparado com o ano anterior, totalizando um montante da ordem de R$ 41,13 bilhões. Esse valor é o maior investido desde 2001.

Essa expansão dos investimentos foi influenciada pela expansão dos recursos aplicados pela cidade do Rio de Janeiro, que desembolsou R$ 3,42 bilhões, valor quase duas vezes maior (98,5%) que o de 2010. Pela primeira vez, a capital carioca chegou ao topo do ranking dos investimentos efetuados pelos municípios brasileiros, posição até então ocupada pela cidade de São Paulo.

O anuário apontou também um crescimento expressivo em Curitiba (96,5%), Belém (65,7%) e Recife (37,6%), nos dois últimos os recursos atingiram um patamar recorde. Por outro lado, as maiores reduções nas capitais foram identificadas em Boa Vista (-72,3%), Porto Velho (-46,2%) e Salvador (-36,3%).

Já entre as cidades do interior selecionadas por Multi Cidades, o município piauiense de Parnaíba exibiu a maior taxa de crescimento, de 229,2%, ao elevar seus investimentos em mais de três vezes em 2011. Carapicuíba-SP (153,2%), São Gonçalo-RJ (134%), Rorainópolis-RR (126%) e Jaboatão dos Guararapes-PE (107,1%) também aumentaram os gastos em cerca de duas vezes.

Os municípios de menor porte populacional lideram o ranking per capita. Em primeiro lugar encontra-se a cidade goiana de Alto Horizonte, com um investimento de R$ 3.995,45 por habitante; seguida por São Gonçalo do Rio Abaixo-MG e Aratiba-RS, com R$ 3.192,46 e R$ 3.187,97, respectivamente.

Em sua oitava edição, o anuário Multi Cidades ? Finanças dos Municípios do Brasil, idealizado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) em parceria com a Aequus Consultoria, utiliza como base números da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentando uma análise do comportamento dos principais itens da receita e despesa municipal, tais como ISS, IPTU, ICMS, FPM, despesas com pessoal, investimento, dívida, saúde, educação e outros.

Fonte: C2 Comunicação

Portal Costa Norte


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar