Mutirão de Cirurgias Eletivas:Veja lista dos 10 hospitais incluídos

Mutirão de Cirurgias Eletivas reduzirá filas de pacientes.

O governador Wellington Dias participou, nessa quarta-feira (25), de mais uma etapa do planejamento do Mutirão de Cirurgias Eletivas, que contemplará os 11 macroterritórios de saúde do estado. O projeto visa reduzir as filas de pacientes à espera de procedimentos sem caráter de urgência e emergência, seguindo as orientações do Ministério da Saúde (MS), que disponibilizou R$ 3,3 milhões para essa ação.

“É uma parceria com profissionais de saúde visando reduzir uma fila que se formou ao longo dos anos. Por meio desses mutirões, pessoas que esperavam 40 dias por um procedimento cirúrgico passam a esperar 10 dias, uma semana, bem menos que o convencional” ressaltou o governador.

Segundo o secretário de estado da Saúde, Florentino Neto, o plano elaborado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) prevê a realização de cirurgias nas áreas de ortopedia,  oftalmologia, pediatria e cirurgia-geral. O número de procedimentos será definido com base na demanda de cada região, obedecendo critérios estabelecidos pelo MS. Entre os municípios prioritários estão Teresina, Parnaíba, Barras, Piripiri, Oeiras, Floriano, São Raimundo Nonato e Uruçuí.

Dez hospitais estão preparados para o Mutirão de Cirurgias Eletivas

Hospital Estadual Dirceu Arcoverde – HEDA (Parnaíba); Hospital Estadual de Buriti dos Lopes – HEBL; Hospital Estadual Gerson Castelo Branco – HEGCB ( Luzilândia); Hospital Estadual Júlio Hartman (Esperantina); Hospital Estadual de Campo Maior – HECM; Hospital da Polícia Militar – HPM ( Teresina); Hospital Estadual Deolindo Couto – HEDC (Oeiras); Hospital Estadual Teresinha Nunes Barros – HETNB (São João do Piauí);  Hospital Estadual Manoel de Sousa Santos – HEMSS (Bom Jesus); Hospital Estadual Dr. João Pacheco Cavalcante – HEDJPC (Corrente).

Fonte: Portal do Governo do Piauí
logomarca do portal meionorte..com