Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Najila Trindade quer parcelar dívida de R$ 26,7 mil de apartamento

A modelo não tem interesse em morar mais no local e pensa em deixar a cidade de São Paulo

Compartilhe
Google Whatsapp

Najila Trindade foi condenada em um processo de despejo por alugueis atrasados e tem até hoje para quitar a dívida de R$ 26,7 mil ou terá que deixar o apartamento onde mora na Zona Sul de São Paulo. O advogado da modelo, Cosme Araújo, afirmou que ela vai propor o parcelamento da dívida do imóvel. A modelo não tem interesse em morar mais no local e pensa em deixar a cidade de São Paulo.

O representante disse que Najila o procurou e pediu para que entrasse em contato com o advogado do proprietário para tentar o acordo. "Ela quer fazer uma proposta de parcelamento da dívida. Até me passou o contato do advogado, mas ainda não tive tempo de ligar", disse Cosme Araújo.

Mesmo se quitar o débito, Najila está decidida a deixar o local. Há dias, ela já não frequenta o apartamento e está hospedada na casa de uma pessoa próxima. De acordo com Araújo, uma das possibilidades para a modelo caso decida sair da capital paulista é retomar a vida na Bahia, estado onde nasceu e onde vive seu pai. 

A modelo está abalada emocionalmente desde que o escândalo envolvendo Neymar estourou e acredita que não há mais clima para viver na cidade, especialmente pela repercussão do caso e pelas ameaças que sofreu. "Ela nem quer morar mais em São Paulo, perdeu a vida aqui", disse ele.



Imobiliária havia informado data limite para pagamento 

Najila foi condenada no processo de "despejo por falta de pagamento cumulado com cobrança". Ontem (24/06), a imobiliária que alugou o imóvel para a modelo informou que o dia 25 de junho seria a data limite para quitar o valor devido. Ressaltou ainda que se o montante fosse depositado, ela recuperaria o direito de morar no local. 

De acordo com o processo judicial, Najila não realizou os pagamentos entre agosto de 2018 e fevereiro de 2019. Ela foi condenada em 30 de maio deste, um dia antes de registrar boletim de ocorrência acusando Neymar de estupro.

O apartamento em que Najila mora acabou se tornando foco de uma polêmica e virou alvo de investigação policial no episódio de estupro. A modelo afirmou que houve um arrombamento no imóvel e que o tablet, onde estaria o vídeo que é considerado uma das provas do caso e que registra o encontro com Neymar, teria sido roubado. A administradora do condomínio esteve na 11ª Delegacia registrando um boletim de ocorrência afirmando o contrário. A Polícia Civil investiga o caso e ainda aguarda o resultado de um laudo pericial.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se