O Meionorte.com entrevistou na tarde desta segunda-feira (07), Dandara Procópio, cunhada da professora Wana Sara Cavalcante Henrique, de 39 anos, que morreu após ter o veículo em que conduzia arrastado pela água da chuva na noite da última sexta-feira (04) na Avenida Homero de Castelo Branco, zona Leste de Teresina. 

Bastante abalada e emocionada, Dandara declarou que Wana era uma pessoa incrível, determinada e que sempre lutou por tudo. Para ela, a professora foi vítima de uma tragédia anunciada e não de um acidente. Uma forte chuva que deixou rastro de alagamentos, destruição e diversos veículos arrastados, em vários pontos da cidade, foi registrada na noite do desaparecimento da servidora da prefeitura.

"Não foi um acidente, foi uma tragédia anunciada", diz cunhada de Wana Sara (Foto: Redes Sociais)"Não foi um acidente, foi uma tragédia anunciada", diz cunhada de Wana Sara (Foto: Redes Sociais) 

“É tudo muito doloroso e complicado para a gente falar. Só queremos externar o sentimento de que não foi um acidente. Foi sim uma tragédia anunciada. A gente só quer respirar um pouco e retomar a vida. A Wana era incrível, sempre lutou por tudo e determinada”, declarou a cunhada. 

O corpo de Wana Sara foi sepultado na manhã desta segunda-feira (07) no Cemitério São José, na zona Norte de Teresina, em uma cerimônia reservada apenas para familiares e amigos. 

Relembre o caso

Wana Sara Cavalcante Henrique, de 39 anos, servidora pública da Prefeitura de Teresina, desapareceu na noite do dia 4, após ter seu carro arrastado por uma enxurrada na Avenida Homero de Castelo Branco, zona Leste da capital. Um vídeo registrou o exato momento do incidente. Ainda durante a madrugada, o Corpo de Bombeiros foi acionado e prontamente iniciaram-se as buscas. 

O Tenente-coronel José Veloso, relações públicas do Corpo de Bombeiros, explicou que o veículo de Wana foi retirado encontrado e retirado na manhã seguinte de um bueiro, mas sem a vítima dentro. “Foi por volta das 2h30 da manhã que entraram com essa chamada. O pessoal comunicou sobre um carro que havia sido arrastado. Não foi possível fazer o resgate naquele primeiro momento porque não dava para ver o carro, que estava submerso. Não estávamos vendo nada e ainda teve uma erosão no local. Quando foi por volta das 4h30 da manhã, nos comunicaram que já dava para ver o carro. Dava para visualizar os pneus após a água baixar. Quando o corpo de bombeiros retornou e resgatou o veículo, não tinha ninguém dentro”, detalhou. 

Após mais 24 horas de buscas, o corpo da professora foi encontrado na manhã deste domingo (06), na terminação de um bueiro próximo ao Rio Poti, na região do Parque floresta fóssil. “Foi encontrado a 75 metros da avenida Cajuína, na terminação do bueiro. Foi encontrado por volta de 11h10. As equipes de terra que estavam fazendo buscas no bueiro e identificaram o corpo”, completou José Veloso. 

Avenida Homero Castelo Branco foi totalmente interditada

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) anunciou na manhã deste domingo (06), que por conta da execução da obra da galeria da zona Leste, e atendendo a pedido do corpo técnico da Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas (SAAD Leste), a interdição preventiva total do trecho, nas duas vias, na Avenida Homero Castelo Branco.

A interdição preventiva ocorre no trecho entre a Avenida João XXIII até a rua Professor Clemente Fortes, no bairro Jóquei, na Zona Leste, com bloqueio para evitar o trânsito de pedestres e condutores. A previsão é que esse trecho fique interditado pelo prazo de dez dias, a contar deste sábado (5). A obra da galeria está ocorrendo no cruzamento da Avenida Homero Castelo Branco com a Rua Eustáquio Portela.

A medida se fez necessária para evitar que novos problemas ocorra no local de construção da obra da galeria da zona Leste. A intervenção tem como objetivo a realização de estudo e resolutividade do problema ocorrido na rua Eustáquio Portela, devido à forte chuva na noite da última sexta-feira (4).

Trecho foi interditado pela Strans no último sábado (Foto: Divulgação)Trecho foi interditado pela Strans no último sábado (Foto: Divulgação)