Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

“Não notamos o acidente”, diz cobradora sobre ciclista atropelado

Pedro Nikolay morreu ao ser atingido por um ônibus na avenida Vieira Souto

Compartilhe

A cobradora de ônibus Francisca Marlene Pereira afirmou que ela e o motorista não perceberam o momento em que o coletivo da linha 433 atropelou um ciclista na praia de Ipanema, na manhã desta terça-feira (30). Os dois eram os únicos presentes no ônibus e prestaram depoimento no fim da tarde de terça sobre a morte de Pedro Nikolay, de 30 anos.


?Não notamos o acidente?, diz cobradora sobre ciclista atropelado

O delegado Rodolfo Waldeck, titular da Delegacia do Leblon (14ª DP), indiciou por homicídio culposo - sem intenção - o motorista Onofre Marques dos Santos, de 59 anos. Segundo ele, foi impossível perceber a batida, que ocorreu na parte de trás do veículo.

A cobradora Francisca Pereira disse que foi surpreendida ao ser informada sobre a morte do ciclista.

? Dormi o dia inteiro. Quando acordei, por volta das 17h, recebi a ligação. Não vi televisão, não estava sabendo de nada. O que eu posso afirmar é que eu trabalho com ele e que eu não vi nada.

Em entrevista na porta da Delegacia do Leblon, Francisca defendeu a postura profissional do motorista.

? Eu nunca vi ele avançar sinal. Se ele ocultou [a batida], eu não entendi. Não conversei com o motorista, a gente não se comunica.

Segundo testemunhas, o condutor teria furado o sinal na avenida Vieira Souto, na altura da rua Henrique Dumont. No momento do acidente, Pedro Nikolay estava atravessando o cruzamento em alta velocidade em um treino de ciclismo. Havia 20 atletas no grupo, porém Pedro estava mais para trás.

Segundo o delegado Waldeck, as imagens do circuito interno do coletivo foram analisadas, mas não registraram o momento exato do atropelamento. O material será encaminhado à perícia para saber se Santos avançou, ou não, o sinal de trânsito antes de atingir Nicolay.

Ao longo da terça-feira, a polícia ouviu familiares da vítima e pessoas que presenciaram o atropelamento. Para ajudar nas investigações, a 14ª DP solicitou também imagens de câmeras de segurança da região.

Segundo Julio Alfaya, presidente da Federação Estadual de Triatlhon, a pista em que ocorreu a batida costuma ser utilizada por ciclistas para treinamentos naquele horário. Existem placas alertando aos motoristas sobre a presença dos esportistas. Bombeiros levaram Nicolay para o Hospital Miguel Couto, no Leblon, mas ele não resistiu aos ferimentos.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar