"Nem aí”, diz mulher que agrediu e exibiu amante do marido nua

Mulher flagrou marido com amante, gravou vídeo e história viralizou

A comerciante que flagrou o marido com outra mulher e, revoltada, arrastou a amante do rapaz nua e à força pelas ruas de Cubatão (SP), fez um desabafo por meio das redes sociais. O vídeo e várias fotos do ocorrido viralizaram rapidamente na internet.

Várias das postagens exaltando a agressão foram feitas pela própria mulher, que cortou o cabelo da rival ao encontrá-la na cama com o marido. Após a grande repercussão do caso, ela resolveu se posicionar para colocar um ponto final no assunto e não se mostrou arrependida.

”Não estou nem aí para o que os outros pensam ou deixam de pensar. Eu não cobrei apenas ela, cobrei ele também. Apanhou, mas conseguiu correr. Ainda rasguei todas as roupas dele e as coloquei em sacos de lixo, pedindo para entregar na casa da mãe dele”, revelou.

De acordo com a mulher, que prefere não se identificar, o caso extraconjugal do marido já não era nenhuma surpresa. Ela conta que já sabia da relação e que ambos, marido e amante, também sabiam que ela estava ciente do caso.

"Os dois estavam mentindo, até que eu vi. Já estava mais do que avisado. Muitas pessoas me criticando não sabem de mim. Ela não é menor de idade. Tem 20 anos. Já apanhou de várias mulheres e não aprendeu. Eu trabalho, tenho casa, loja, moto e carro", disse.

Repercussão
Antes do desabafo da moradora de Cubatão, o caso já havia ganhado as redes sociais. A cena chamou a atenção de moradores do bairro Bolsão 9, que tiraram fotos e filmaram a ação, antes da chegada da polícia.

A própria esposa traída postou as imagens na internet, dizendo que a atitude contra a rival era uma lição para as "talaricas", gíria usada quando uma mulher se relaciona com um homem comprometido. "Vou mostrar como faz com as talaricas de homem casado. Acabei de pegar essa vagabunda com o meu marido. Ex-marido a partir de hoje", escreveu.

Na mesma postagem, a esposa traída disse ainda que também agrediu o marido, mas ele acabou fugindo, enquanto a amante ficou. "Dei uns 'pau' nele (sic). Ele correu e a vadia ficou. Dei uns tapinhas de leve nela", acrescentou a mulher, que revelou ainda ter cortado o cabelo da vítima e desfilado com ela pelada pelas ruas do bairro, com o objetivo de mostrar autoridade. "Ninguém me tira", ressaltou.

Após o ocorrido, a agressora comemorou estar "solteira".

Image title

Image title

Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com