Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Nizan Guanaes assume departamento de marketing do Corinthians

Nizan Guanaes assume departamento de marketing do Corinthians

Nizan Guanaes assume departamento de marketing do Corinthians
Nizan Guanaes assume departamento de marketing do Corinthians | Divulgação
Compartilhe

O homem que ganhou a conta da mais importante campanha publicit?ria do esporte brasileiro nos pr?ximos sete anos assumir? o marketing do segundo clube mais popular do pa?s. Nizan Guanaes, 49, aceitou convite para cuidar do Corinthians, que jamais teve imagem t?o arranhada e luta para fugir do rebaixamento.

O publicit?rio, antes, j? havia abocanhado a conta que toca o projeto da Copa-2014, atrav?s da ag?ncia MPM, empresa que faz parte da holding YPY, da qual Nizan ? um dos s?cios.

Na semana em que o Brasil ganhou o direito de sediar o Mundial, o vice-presidente da MPM, Rui Rodrigues, foi apresentado pelo principal ve?culo do setor publicit?rio, "Meio & Mensagem", como o "dono da bola". Em seu site oficial, a MPM anuncia em letras garrafais que "A Copa do Mundo ? nossa" e capitaliza: "A Fifa aprovou, com unanimidade, o caderno desenvolvido pela ag?ncia (...)".

Sem jamais ter tido participa??o importante no futebol, o grupo publicit?rio de Nizan, em menos de um ano, ter? agora tamb?m o clube mais popular de S?o Paulo, principal mercado consumidor do Brasil.

No Corinthians, o dono da ag?ncia ?frica entra para tentar mudar o funcionamento de um dos departamentos mais sens?veis do clube, estopim das primeiras desaven?as entre Alberto Dualib e a MSI, representada por Kia Joorabchian.

Carla Dualib, neta do ex-presidente, tinha a exclusividade para negociar contratos, que pertenciam ? MSI.

A empresa dela, a SMA, chegou a faturar mais, em 2006, do que o pr?prio Corinthians.

O balan?o corintiano naquele ano mostra que o clube faturou R$ 761 mil com as a?es de marketing. A empresa de Carla recebeu do time R$ 763 mil.

Com Nizan, o clube prev? que, em at? um m?s, o projeto esteja em pr?tica, dando os primeiros resultados.

"Ele talvez seja a pessoa mais criativa do mercado. A escolha dele ? totalmente profissional", afirmou o atual vice-presidente de marketing do Corinthians, Luiz Paulo Rosenberg.

Ele quem fez o convite a Nizan. A id?ia ? que a ?frica lidere a reestrutura??o do departamento. Segundo Rosenberg, a assessoria ser? feita de forma "gratuita e volunt?ria".

A ?frica informou que, apesar de Nizan ser s?o-paulino, ele aceitou ajudar o Corinthians por consider?-lo do "Brasil". Al?m disso, a mulher do publicit?rio, Donata Meirelles, ? corintiana fan?tica e disse que ele n?o tinha como recusar a proposta. "Ela talvez seja mais fan?tica do que eu. Vai aos jogos, acompanha o time", declarou Rosenberg.

"Queremos repetir esse tipo de coisa [gest?o profissional] em outras ?reas. Na parte financeira, por exemplo", complementou o vice de marketing.

Al?m do projeto da Copa-14, Nizan tem participa??o, por meio do grupo YPY, na Reunion, ag?ncia de marketing esportivo que trabalha para a Stock Car desde 2006.

Democracia

Em outra fase cr?tica de sua hist?ria, o Corinthians j? apelara para a ajuda de um profissional de marketing para fortalecer sua marca e implementar inova?es no clube alvinegro.

Durante a chamada "Democracia Corintiana", per?odo no in?cio dos anos 80 que sucedeu uma crise no Parque S?o Jorge o time havia obtido m?s campanhas nos campeonatos Brasileiro e Paulista de 1981, as a?es publicit?rias ficaram nas m?os de Washington Olivetto.

Foi ele, inclusive, quem batizou o movimento que, entre outras coisas, deu mais liberdade aos jogadores e descentralizou o poder dentro do clube do Parque S?o Jorge.

Entre as a?es idealizadas por Olivetto, que trabalhou como volunt?rio, estavam a cria??o de um "conselho de not?veis", formado por torcedores famosos do Corinthians, para conseguir a divulga??o nacional da a??o.

Durante a "Democracia Corintiana", o time tamb?m usou a camisa para veicular mensagens pol?ticas alusivas ao fim da ditadura militar e favor?veis ao retorno das elei?es diretas para presidente.

"Democracia J?" e "Quero votar para Presidente" foram algumas das frases estampadas no uniforme corintiano.

Olivetto, apesar de corintiano, deixou o


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar