No semiaberto, madrasta de Isabela Nardoni não consegue emprego

Ela disse que está tendo dificuldade em encontrar o emprego

Anna Carolina Jatobá, que foi autorizada a ir para o regime semiaberto desde julho deste ano, não tem conseguido arranjar emprego fora do presído. Ela foi condenada a 26 anos e 8 meses pela da morte da sua enteada, Isabela Nardoni, em 2008, ao lado do marido Alexandre Nardoni.

O Advogado Roberto Podval, que defende Anna Jatobá, informou que sua cliente foi autorizada a trabalhar durante o dia, mas que ela não está conseguindo nenhuma vaga de emprego.


Anna Jatobá, atualmente, está trabalhando numa confecção que fica dentro presídio em Tremembé, onde ela cumpria pena. O trabalho contriui para diminuir a pena final da detenta.

A esposa de Alexandre Nardoni conseguiu ir para o regime semiaberto após conseguir mostrar que cumpre suas tarefas disciplinares no presídio satisfatoriamente e um novo laudo psicol[ogico atesta que a chance dela cometer um novo crime é "nula". Com isso, ela conseguiu ter direito a cinco saídas temporárias por ano em datas comemorativas, com autorização do presídio e ainda pode trabalhar.

Em outubro deste ano, no Dia das Crianças, Ana Jatobá deixou o presídio. Essa será a primeira vez que a detenta deixa a prisão desde a concessão do regime semiaberto. Ela passou o feriado com os dois filhos de 10 e 12 anos, que moram com a família dela em São Paulo.

Ana Carolina Jatobá sempre afirmou não ter cometido o crime e durante uma conversa com a assistente social na cadeia disse que "não se sentia culpada nem arrependida, porque era inocente".

Fonte: OGlobo
logomarca do portal meionorte..com