Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Nova gasolina deve chegar aos postos do Piauí somente em novembro

Revendor têm prazos de até 90 dias para escoar estoque anterior

Compartilhe

A gasolina para carros e motos já pode ser vendida no Brasil com o novo padrão estabelecido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para a destilação, a octanagem e a massa específica do gasolina automotivo vendido no país.  No Piauí, o consumidor final deverá ter acesso ao novo produto no mês de novembro.   De acordo com o Sindicato dos Postos Revendedores de Combustíveis do Piauí ainda não há uma previsão do quanto a nova gasolina irá custar. Atualmente, o litro do combustivel custa em média R$ 4,50.

Postos já podem vender gasolina com novo padrão - Foto: Agência Brasil

As distribuidoras terão 60 dias para se adequar ao fornecimento do novo produto. Para os postos revendedores esse prazo de adaptação é maior, será de 90 dias.   Até lá, será permitido o escoamento de possíveis produtos comercializados até domingo (2) ainda sem atender integralmente às novas características.

A mudança se deve à Resolução nº 807/2020, publicada em janeiro, que determina as novas especificações de valor mínimo de massa específica (ME), de 715,0 kg/m3, e valor mínimo de 77,0 ºC para a temperatura de destilação em 50% (T50) para a gasolina A e com a fixação de limites para a octanagem RON (Research Octane Number), que já existe nas especificações da gasolina de outros países.

A resolução da ANP que determinou a venda obrigatória a partir desta segunda-feira foi publicada em janeiro e deu o prazo até 3 de agosto para os produtores de combustíveis se adequarem às regras. A ANP informou que as novas especificações são resultado de estudos e pesquisas dos padrões de qualidade, considerando o acompanhamento das especificações e harmonizações internacionais. Houve ainda amplos debates com os agentes econômicos do mercado de combustíveis.




Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar