Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Nova projeção aponta que pico da Covid no Piauí será no fim de julho

Anteriormente, a previsão seria para setembro.

Compartilhe

O pico da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, irá ocorrer entre o fim do mês de julho e início do mês de agosto no estado do Piauí, segundo novas projeções e pesquisas da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Anteriormente, a previsão seria para setembro.

De acordo com o pesquisador Eduardo Massad, apesar do quadro preocupante de epidemia ascendente, a fração de ocupação dos leitos de UTI, muitas mortes podem ainda ser evitadas se for adotado um Lockdown mais rígido no estado. O isolamento social no Piauí foi prorrogado para o dia 06 de julho, com uma avaliação para 29 de junho. 

Reprodução

Luto pelas 500 mortes

O  líder do Executivo, Wellington Dias,  decretou na segunda-feira (23), luto de uma semana pela morte de mais de 500 piauienses em decorrência da Covid-19. "Decreto de uma semana de luto no Piauí por todas as pessoas, em especial esses 502 que perderam a vida pela Covid-19, e que isso também seja para refletir a importância da vida", disse.

Dias voltou a defender o programa Busca Ativa para reduzir o número de pacientes graves, com o acompanhamento desde a fase inicial da doença provocada pelo novo coronavírus.

"Vamos ter que aprender, conhecendo mais a Covid, o problema aqui é que é uma doença violenta, no Brasil inteiro a dengue matou 1 mil pessoas, a Covid-19 já matou mais de 50 mil, temos que trabalhar com seriedade. Eu defendi que temos num trabalho como este do Busca Ativa identificar cedo, isolar cedo, para evitar que esse paciente se agrave e vá para a UTI", afirmou.

Lockdown no Piauí

A possibilidade de extensão do lockdown para os demais dias da semana chegou a ser tratada, porém, o Governo chegou ao indicativo de que o ideal é esperar uma manifestação da Justiça sobre a questão. 

"Temos uma situação que de um lado temos notícias boas:  tivemos queda de doenças respiratórias agudas grave, tínhamos 40 vezes mais com pacientes com doenças respiratórias, chegou  a um patamar surpreendente e agora nestes últimos dias foi  caindo, tínhamos  450 casos de pacientes graves com doenças respiratórias, caiu para 77. A outra notícia que vínhamos numa queda na  transmissibilidade, houve uma desobediência, e aprovou agora orientado com as equipes técnicas para que neste sábado e domingo adotemos medidas de interrupção do transporte interurbano", disse em entrevista à  Rádio  Imperial. 

Dias não descarta o lockdown, mas sinalizou que ele não deve ocorrer agora. Além disso, o líder estadual demonstrou preocupação com a falta de medicamentos, chegando a uma situação de total desabastecimento em alguns Estados. "Sobre lockdown  chegou a ser tratado, mas chegou ao indicativo que  o ideal é uma decisão judicial, que estão tratando para ver uma possibilidade, que seria mais para  frente e não agora, a ideia é que não percamos o controle. Precisamos de muito cuidado, estamos chegando num limite da capacidade médica, mesmo que tenha  respirador, monitor, há uma dificuldade com profissionais, a quantidade de médicos chega no limite, temos uma situação que no Médio Parnaíba, ali na região  de Barras, Esperantina, numa situação também que nos preocupa, com um crescimento muito grande", afirmou. 



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar