Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Ópera da Serra da Capivara celebra 40 anos do Parque Nacional

Festival, que reúne shows musicais e espetáculos no formato de ópera popular, iniciou na segunda-feira (22) e segue até este sábado (27), no interior do Parque Nacional, berço do homem americano.

Ópera da Serra da Capivara celebra 40 anos do Parque Nacional
Ópera Serra da Capivara | Joaquim Neto
Compartilhe
Google Whatsapp

No berço do homem americano, nos 40 anos de criação do Parque Nacional da Serra da Capivara (PNSC), a arte volta às origens. Dos dias 22 a 27 de Julho de 2019 acontece a Ópera da Serra da Capivara, um festival que reúne shows musicais e espetáculos no formato de ópera popular.

O festival envolve várias expressões artísticas, como música, dança, teatro, circo, cinema, luz e projeção tecnológica e digital em videomapping. Tudo isso acontece no palco do monumento arqueológico “Pedra Furada”, no interior do Parque Nacional da Serra da Capivara, entre os municípios de São Raimundo Nonato e Coronel José Dias, no Sertão do Piauí.

Crédito: Joaquim Neto

Em 2019, o evento faz parte das homenagens em comemoração às quatro décadas de fundação do Parque Nacional, que é certificado pela UNESCO como Patrimônio Cultural da Humanidade e uma das Unidades de Conservação mais bem administradas do Brasil.

O PNSC, considerado uma das atrações turísticas mais importantes do Brasil e das Américas, é o cenário da Ópera da Serra da Capivara. O local guarda em suas entranhas o mais importante patrimônio arqueológico do continente, com os primeiros vestígios da chegada do homem às Américas.

No Parque encontra-se a maior coleção e painel de pinturas rupestres do mundo. O local também detém uma extraordinária beleza cênica formada por cânions e gigantescos paredões de arenito, preservando riquezas da fauna e flora sertanejas.

Palco único, esculpido e abençoado pelos deuses

A Ópera da Serra da Capivara é realizada no interior de uma das atrações turísticas mais importantes do país. Trata-se de lugar de rara beleza cênica, produzida pelos majestosos paredões de arenito e pela encantadora fauna e flora da Caatinga piauiense.

Uma visita ao Parque Nacional representa um intenso contato com um dos mais surpreendentes diários da arte rupestre no Planeta, possibilitando ficar diante de registros que descrevem o início da civilização no Continente Americano.

Crédito: Joaquim Neto

Além do que o Parque já oferece aos seus visitantes, a estrutura para receber os visitantes também está garantida. Para as apresentações da Ópera da Serra da Capivara, os acessos são bem estruturados, com passarelas, guias qualificados, trilhas bem sinalizadas, espaço para estacionamento e rampas para cadeirantes.


Shows após a Ópera

Ao final da apresentação do Ato Carcará, acontecem as participações dos artistas convidados para cada noite. Maria Gadú, Siba e Mariana Aydar foram escalados para o festival. A Ópera da Serra da Capivara já recebeu Lenine, Tony Garrido, Casuarina, Ceumar, Nicolas Krassik e muitos outros de elevada qualidade artística.

A Ópera pratica a ideia de democratização do acesso à cultura através da apresentação de espetáculos em praça pública e pela distribuição gratuita de 40% dos ingressos nos eventos fechados.  Os alimentos recolhidos na entrada dos espetáculos são organizados em cestas básicas e seguem para as famílias carentes que vivem nas comunidades do entorno da Serra da Capivara.

Crédito: Joaquim Neto

Arte ao ar livre

A Ópera da Serra da Capivara acontece no interior de uma Área de Conservação e respeita,  rigorosamente, todos os limites de segurança e impactos ambientais previstos no regulamento de uso do local. O formato da ópera foge aos modelos de festivais que acontecem em outras partes do Brasil. 

Os shows e espetáculos colocam em cena mais de cem artistas de diversas habilidades ao ar livre, no meio de uma floresta preservada da Caatinga. Ainda assim, utiliza todos os recursos técnicos e rigor cênico que se encontrará em um teatro fechado dos grandes centros urbanos de todo o mundo.

O evento acontece no meio de uma floresta preservada, mantendo todos os cuidados e obedecendo todo o regramento estabelecido pelos órgãos federais e estaduais que se responsabilizam pelo local.

Férias na Serra da Capivara

A Ópera da Serra da Capivara acontece no mês de julho, mês das férias. Nos três primeiros dias, as apresentações concentram-se nos municípios do entorno do Parque Nacional Serra da Capivara, com atrações teatrais e shows de artistas locais e nacionais. Nos três últimos dias, o evento vibra no magnífico anfiteatro da Pedra Furada, coração da Caatinga e cartão-postal do Paque Nacional Serra da Capivara, com a apresentação da Ópera propriamente dita.

Crédito: Joaquim Neto

O espetáculo é direcionado a todas as idades, de diversos graus de escolaridade e renda, aos residentes de São Raimundo Nonato, municípios circunvizinhos, de Teresina, outras cidades do Piauí, do Brasil e do mundo.

Em julho, o Sertão do Piauí apresenta dias de sol, noites de céu estrelado e um friozinho gostoso que começa a chegar, discretamente, no final da tardem e se intensifica madrugada adentro. É nesse clima de arte, cultura e aconchego que a Ópera da Serra da Capivara recebe todos.

Espetáculos narram histórias de povos ancestrais

Os espetáculos utilizam diversos recursos artísticos e elementos cenográficos que narram histórias que identificam nossos povos ancestrais, nossa cultura e nossa identidade. Neste ano, em 2019, será encenado o “Ato Carcará” que irá apresentar o universo mágico dos povos do Sertão, as lendas, mitos, contos e personagens.

No primeiro ano, em 2017, a Ópera encenou o “Ato Ancestral”, falando sobre a vida e a arte dos primeiros habitantes das Américas. Em 2018, o espetáculo trouxe o “Ato Krahô”, uma peça em homenagem aos índios do Brasil.

O espetáculo apresentará as referências do imaginário dos Povos do Sertão com suas lendas, contos, “causos” e personagens mitológicas: lobisomem, caipora, saci-pererê, curupiras e outros elementos que habitam o universo mágico do nordestino. São narrativas que permanecem vivas na tradição popular, passando de geração após geração.

 O Ato Krahô fez uma homenagem aos índios do Brasil  - Crédito: Joaquim Neto

Cada personagem se relaciona com um aspecto do cotidiano da região: a caça, o plantio, a colheita, o amor, o ódio, a vida e morte. As dimensões da vida dos sertanejos são atravessadas por seres encantados que resistem ao tempo, à religião e à ciência e ajudam a tecer a existência da cultura e da natureza no sertão.

A Ópera da Serra da Capivara, na encenação do “Ato Carcará”, trará para o palco diversos elementos cenográficos, como alegorias, bailarinos, acrobatas, cantores e músicos. O magnífico de videomapping, projetando imagens gigantes na imensa cortina de pedra, contribuirá para inserir, em uma composição inesquecível e única no mundo, o espetáculo com o cenário natural do anfiteatro da Pedra Furada.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×